ReproduçãoReprodução

Segundo informações publicadas pela Rádio Interativa FM, todas as 12 integrantes da diretoria da Associação Beneficente Lar da Criança de Água Boa renunciaram aos cargos eletivos e sairam da instituição.

A iniciativa está dentro das normas previstas no estatuto da associação e foi comunicada à justiça que oficializou uma sentença exigindo uma guardiã emergencial e medidas por parte da Prefeitura para cuidar do lar provisóriamente.

Após, o CMDCA - Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente, marcou uma assembléia geral extraordinária para eleger uma nova diretoria, à ser realizada no dia 18 de abril, a partir das 8h, na sala de reuniões da prefeitura.

De acordo com a ex-presidente do lar, Daniela Bartasson Guerra Garchet, a atitude foi unânime e pensada, devido a extrema cobrança sobre os voluntários e a falta de apoio dos órgãos executivos e judiciários que cercam a entidade.

Segundo Daniela, todas as carências do lar foram elencadas e encaminhadas ao Ministério Público para conhecimento e providências cabíveis.

o Lar da Criança de Água Boa foi fundado em 28 de março de 2001 como uma sociedade civil de caráter assistencial, sem fins lucrativos e com o objetivo de atender ao menor em situação de risco familiar e ou social, recebendo crianças e adolescentes da comarca regional.

Veja a decisão judicial AQUI

CLIQUE AQUI E PARTICIPE DE NOSSOS GRUPOS DE WHATSAPP