Banner Política

Foto: Assessoria PJCFoto: Assessoria PJC

A Câmara de Vereadores deve votar na sessão extraordinária desta segunda-feira (11), o projeto de lei que aumenta em 100% o repasse financeiro do município à Delegacia Regional de Polícia Judiciária Civil de Barra do Garças, previsto no Termo de Cooperação Técnica firmado entre a prefeitura e a instituição de segurança pública desde 2013. Se aprovado, o valor passará de R$ 3 mil para R$ 6 mil.

A medida visa colaborar e garantir a continuidade aos serviços de segurança no município e auxiliar as necessidades emergenciais da Delegacia Regional com reparos, manutenções e despesas extraordinárias que se resumem em aquisição de peças e equipamentos para reparos em computadores, impressoras, compra de papel A4, material de limpeza, pequenos reparos em viaturas, entre outros.

A proposta foi enviada à Câmara pelo prefeito de Barra do Garças, Adilson Macedo (PSD), no dia 6 de janeiro após o delegado Wilyney Santana Borges apresentar um ofício que pedia a renovação e o reajuste do repasse à delegacia para o valor de R$ 10 mil, no entanto, o prefeito estipulou a proposta de reajuste para R$ 6 mil.

De acordo com Wilyney, a instituição recorre há anos ao poder municipal para o custeio de materiais que são fundamentais para as atividades policiais e que, sem a ajuda financeira, haveria dificuldades administrativas que poderiam levar até mesmo a paralisações de alguns serviços essenciais como a confecção dos boletins de ocorrências.

Além disso, o atual valor de R$ 3 mil seria insuficiente para se arcar com as despesas de seis Delegacias de Polícias instaladas no município: Delegacia Especializada em Roubos e Furtos, Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Delegacia da Criança e Adolescente, 1ª Delegacia de Polícia, 2ª Delegacia de Polícia e Delegacia Regional.

No requerimento, o delegado Wilyney ainda apresenta os índices do trabalho da Polícia Civil em Barra do Garças, cuja a cidade tem um dos menores índices de homicídio de Mato Grosso. Em 2020, a Delegacia do município também ficou entre as 14 Regionais que mais reduziram os índices do crime em comparação com o ano de 2019.