Banner Política

A Câmara Municipal de Água Boa terá uma renovação de 64% em 2021. Dos oito vereadores atuais que se candidataram à reeleição, apenas quatro se reelegeram neste domingo (15/11).

A maior bancada ficou com o DEM, que elegeu 4 vereadores, seguido por MDB, PSB e PL, cada um deles com 2 representantes.

Adelar Fusinato, o Bibelô (DEM) foi reeleito com 1.121 votos. Também foram reeleitos Luis César de Lara Filho, o Cesinha (PL) com 370 votos; Ari Zandoná (DEM) com 348 votos e Leonardo Leite Ribeiro, Léo Enfermeiro (MDB), com 266 votos.

Além deles, passam a compor o legislativo à partir do próximo ano: Elton Jones Bettio, o Cascão (MDB) que fez 607 votos; Agnaldo Lansoni (DEM) com 481 votos; Demilson Augusto de Carvalho, o Bicho (PSB) com 441 votos; Eva da Silva Pereira (PSB) com 325 votos; Liziane Maria Luz Figueiró (DEM) com 320 votos; Heronides Silveira Junior (PL) com 306 votos e Cleide Maria Maschiao (PSDB), com 280 votos.

Fernando Quintanilha (PSDB), Joaquim dos Anjos, o Quincão (MDB), Mari Stefano (MDB) e Renato Beraldo (DEM), vereadores na atual legislatura, se candidataram mas não alcançaram a reeleição.

Sandro Lúcio Aleixo, o Papagaio, não se candidatou para apoiar a campanha da esposa, Cleide Maria, que foi eleita.

Jonathan Silveira saiu candidato à vice-prefeito na chapa de Maurício Tonhá, derrotado nas urnas pelo Dr. Mariano com 411 votos de diferença.

Alan Apio, estreante na política em 2016, não se candidatou à reeleição este ano.

Dos 18.375 eleitores aptos em Água Boa, apenas 13.545 foram às urnas neste domingo. Do total de votantes, 102 eleitores (0,75%) votaram em branco, enquanto outros 360 (2,66%) anularam o voto. O número de eleitores que não votou foi de 4.830, equivalente a 26,29% do eleitorado. A soma de brancos, nulos e abstenções é de 5.292, ou 28,80% dos aptos a votar.