Banner Política

Reprodução | FacebookReprodução | Facebook

Uma internauta publicou na quinta-feira (30.7) em sua rede social a foto de um indígena Xavante com pintura corporal, de joelhos e com a bíblia e um microfone nas mãos e a legenda anunciando a pré-candidatura do mesmo à Prefeitura de Campinápolis.

Campinápolis é um município do Vale do Araguaia a oeste de Nova Xavantina e sudoeste de Água Boa, à 602 km de Cuiabá, fundada em 13 de maio de 1986 e população estimada de 15 mil habitantes, segundo dados do IBGE de 2019.

De acordo com o perfil dele na rede social, Tsereré Xavante é natural de Poxoréu, casado, residente em Campinápolis e atuante como Pastor Missionário. Alguns comentários na publicação demonstraram apoio ao pré-candidato, mas alguns outros escreveram argumentos contra.

Reprodução | FacebookReprodução | Facebook

Na sexta-feira (31.7) Tsereré publicou um vídeo em seu facebook falando na língua indígena. Algumas palavras se destacam na língua portuguesa como "Pré-Candidato", "Prefeito", "funcionário público", "comerciante", "facebook" "presidente" "partido", "municipal" e "Prefeitura".

Veja o vídeo na íntegra (problemas podem ocorrer na exibição se o conteúdo for privado ou removido do facebook)

De acordo com reportagem do G1 com dados do TSE, o Brasil já teve 6 prefeitos indígenas, o mais recente foi eleito em 2016 em  Marechal Thaumaturgo, no Acre. O mais votado de todos os tempos foi um prefeito indígena de Pernambuco com mais de 12 mil votos.

Em São Paulo, uma reportagem de fevereiro de 2020 também revelava a pré-candidatura de um líder indígena para a prefeitura de Lorena-SP.