Banner Política

Foto: AssessoriaFoto: Assessoria

Na manhã desta terça-feira (24) aconteceu mais uma reunião no Salão de Eventos da Secretaria de Ação Social de Água Boa, desta vez o encontro foi com os prefeitos dos municípios que fazem parte do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Médio Araguaia (CISMA), na ocasião os prefeitos tiveram a oportunidade de apresentar as medidas que tomaram em relação ao enfrentamento e prevenção do coronavírus (covid-19) em suas cidades.

O Prefeito Mauro Rosa abriu a reunião e falou das medidas que tomou frente ao município para conter a pandemia, uma delas é sobre a campanha de Vacinação da Influenza para pessoas acima de 60 anos, que mesmo em meio a essa crise não pode deixar de ser realizada. "A Secretária de Saúde mobilizou seus profissionais e foram até as residências dos idosos para aplicar as vacinas, e em apenas um dia 80% dos idosos da cidade foram vacinados. Isso só foi possível graças ao empenho das equipes de saúde da nossa cidade, uma medida de prevenção eficaz no sentido de evitar a aglomeração dessas pessoas nos postos de saúde." Conclui o prefeito.

A Diretora do Hopital Salete Lauermann falou aos prefeitos da capacidade de atendimento que o Hospital Regional Paulo Alemão suporta para atender possíveis casos de pessoas que vierem a ser diagnosticadas pelo covid-19. Segundo Salete, no momento o Hospital Regional tem 5 locais de isolamentos para possíveis internações desses pacientes, mas poderá ter até 38 locais de isolamento, se forem feitas algumas readequações, também estão disponíveis 10 respiradores na cidade (sendo 6 do próprio hospital, 1 de Canarana e outros 3 do Hospital Vale do Araguaia), para a necessidade de incubação.

Na reunião foi pedido aos prefeitos que em caso de possíveis pacientes infectados pelo coronavírus, antes de enviar essas pessoas para o Hospital Regional, primeiro seja verificado se realmente é necessária essa transferência.

Os prefeitos falaram sobre as medidas que estão adotando em seus municípios, e chegaram à conclusão que o momento requer muita calma e que seguir o decreto estadual, e as orientações do Ministério da Saúde em relação ao coronavírus é o melhor a se fazer no momento.