Image IlustrativaImage IlustrativaO comerciante Leandro Pereira Fernandes, 33 anos, que atuou como padeiro no passado e ultimamente trabalhava com caminhão entregando mercadorias no comércio de Água Boa, se entregou logo após assassinar a esposa, a diretora de escola e professora Patrícia Alves dias 37 anos com vários golpes de faca. O crime aconteceu logo após uma discussão do casal que está em separação.

Leandro conta que voltou em casa para pegar as coisas e ir embora quando começou o bate-boca e num determinado momento ele perdeu a cabeça e foi até o carro pegar uma faca e golpeou a esposa que ainda foi socorrida ao hospital, mas infelizmente não resistiu aos ferimentos e faleceu.

Após cometer o crime, Leandro procurou o sargento Vanderlei, que é vizinho de rua, e contou que tinha feito uma bobagem matando a esposa e estava ali para se entregar e pagar pelo que fez. Leandro foi encaminhado para delegacia. Ele disse aos policiais que o crime teria sido passional em que o suspeito tinha duvidas sobre a fidelidade da professora.

A morte da diretora, causou repercussão em toda região. Com essa trágica morte, Água Boa chega à marca espantosa de sete homicídios só em 2018 cuja estatística preocupa as autoridades policiais do município. A cidade de Água Boa sempre foi vista como uma cidade pacata e tranquilidade de um tranquilo