ReproduçãoReproduçãoA Delegada de Polícia informou que as armas envolvidas no episódio que resultou na morte de um rapaz chamado Thiago, na data de 03 de agosto desse ano, foram apreendidas e envidas para perícia técnica. O resultado do exame balístico ainda não saiu.

Dra. Luciana Canaverde disse que Thiago foi morto em uma barreira policial na MT-240, no interior do município. Tanto a arma de Thiago quanto a arma do policial militar que atirou, passarão por perícia.

Segundo integrantes da Força Tática, o rapaz estava armado e foi alvejado pelos policiais ao negar-se a parar na barreira policial.

O inquérito policial que investiga esta morte ainda não foi concluído. Todos os policiais militares envolvidos na ocorrência estão prestando depoimento. Já o Inquérito Policial Militar também segue tramitando a nmível da Polícia Militar.