Foto: InterativaFoto: Interativa

O Grupo Armado de Resposta Rápida (GARRA) está sendo implantado no Médio Araguaia (13ª RISP), com sede na Delegacia Regional de Polícia de Água Boa.

O Garra é uma unidade operacional da Polícia Judiciária Civil, vinculada a Gerência de Operações Especiais (GOE), da Diretoria de Atividades Especiais. De acordo com a Polícia Civil, o Garra não terá caráter investigativo, mas de pronto-atendimento às ocorrências, com atuação repressiva a crimes em andamento - como roubos em geral, roubos de veículos, assaltos, furtos, homicídios e latrocínios.

Segundo o Delegado Regional de Polícia, Dr. Welber Batista Franco, o Grupo vai procurar atuar em perfeita sintonia com a Força Tática da Polícia Militar no Médio Araguaia.  Ele disse que a unidade ficará lotada no mesmo prédio onde funciona a Delegacia Regional, no bairro Operário, sob o comando dos delegados Luciana Canaverde (Água Boa) e Rafael Diniz Garcia (Nova Xavantina).

Os delitos de alta complexidade receberão pronto-atendimento da Polícia Civil. Doze policiais civis passaram por treinamento, mas 4 ficarão de prontidão para o trabalho 24 horas ao dia. Havendo demandas, os 12 homens poderão participar da ação. Dr. Welber disse que a parceria do Poder Público Municipal e da Câmara de Vereadores, viabilizou a vinda do Grupo.

Dra. Luciana salientou que a vinda do GARRA é uma antiga reivindicação do Médio Araguaia. Dr. Rafael disse que os integrantes do GARRA contam com armamento especial como fuzil de calibre restrito com alto poder bélico e armamento não letal, para atuação nos crimes especiais. Alexandre Nascimento do GARRA observou que a equipe passou por treinamento específico na capital.

Foto: InterativaFoto: Interativa

Na ocasião, o vereador Demilson "Bicho" entregou Moção de Reconhecimento ao trabalho do Dr. Welber, delegado regional de Polícia.