ÁGUA BOA - Tarde de domingo (25/07) acabou em tiros e confusão.

A esposa da vítima contou que estava com o esposo na ASPM participando de um evento. Em determinado momento seu marido saiu do local muito nervoso. No carro, o marido começou a xingar a mulher e parou na Av. Júlio Campos, quando agarrou a mulher e a jogou para fora do carro.

Em seguida, o homem agarrou ela pelos cabelos e a arrastou pelo chão. Uma testemunha que passava pelo local parou na intenção de ajudar a mulher, tratava-se de uma policial civil. A mulher se apresentou como policial e pediu que os suspeito parasse com as agressões.

O suspeito pegou um pedaço de madeira e investiu contra a policial. A policial se afastou e pediu que o suspeito parasse com as agressões, mas ele estava descontrolado. Em seguida, a policial disparou contra a perna do suspeito e contra o abdômen.

Ele caiu, mas continuou xingando a ameaçando a policial. A ambulância foi chamada para deslocar o ferido ao Hospital Regional Paulo Alemão. A Polícia Civil e a Politec foram acionadas para atender a ocorrência.