Foto: Polícia CivilFoto: Polícia CivilPelo menos 8 pessoas foram presas durante uma operação conjunta entre a Polícia Civil de Canarana e Vila Rica denominada “Operação Peixão”.

As prisões e apreensões aconteceram durante cumprimento de mandados de prisões temporárias, decretados pela Comarca de Canarana, com base em investigações conjuntas das equipes das Delegacias de Polícia de Vila Rica e de Canarana.

As investigações deram início após um assalto a mão armada registrado ao meio dia do dia 20 do mês passado em uma loja especializada em artigos para caça e pesca, localizada no centro da cidade de Canarana.

Na ocasião 4 bandidos entraram na loja armados e renderam os funcionários exigindo que fosse entregue todo o armamento do local. Ao todo os meliantes levaram 11 armas de diferentes calibres, sendo elas: uma pistola cal. 380, um revólver cal. 38, um revólver cal. 22 e 7 espingardas cartucheiras nos calibres .28, .32, .36 e .40.

O grupo criminoso conforme apurou as investigações é composto por 9 pessoas que ajudam com apoio logístico e também que agem como agentes do crime. Uma mulher que integra o grupo ajudava na fase de levantamento prévio do local, colhendo informações para facilitar a ação dos meliantes.

Parte do grupo, sendo 6 indivíduos tiveram prisão temporária decretada na quarta-feira passada (18), em Vila Rica. Com a evolução nas investigações mais 3 pessoas foram identificadas como comparsas no grupo criminoso. Com o grupo todo identificado o delegado da Polícia Civil de Canarana, Dr. Deuel Paixão de Santana, representou para prisão preventiva de todos os integrantes com provas inequívocas da participação de cada um no crime em Canarana. O judiciário acolheu o pedido e decretou a prisão dos seguintes indivíduos: Jhones Marcelo Barbosa de Oliveira – Líder do grupo, Diego Camargo Costa, Nathan Souza Marcelino, Elias Rai Bretanha Moreira, Salvador Fernandes da Silva, Marcio Orelho Moretto, Lucas Borghesan, Dania Raik Santos Alves e Jhean Pedro Trindade Maia.

No sábado (21), policiais de Vila Rica cumpriram os mandados e no total 8 integrantes do grupo foram presos. O líder Jhones Marcelo conseguiu fugir e está sendo procurado dentro e fora do estado.

Para o delegado Dr. Deuel, os investigadores de Polícia de Canarana estão de parabéns pelo excelente trabalho realizado em conjunto com os investigadores de Vila Rica, ”nossos policiais se desdobraram para efetuar a prisão desses indivíduos, sem estrutura do estado, sem diárias e sem hora extra e conseguimos esclarecer esse crime de difícil solução. Uma quadrilha de Vila Rica que veio para Canarana praticar o crime e em seguida fugiram sem pistas e sem filmagens, mas mesmo assim, graças a um trabalho investigativo muito bem elaborado conseguimos efetuar a prisão desses criminosos. Deixo meus parabéns a todos os envolvidos na elucidação desse caso’’.

Ao todo mais de mil munições, armas e outros objetos foram recuperados.