ReproduçãoReprodução

Foi preso nesta sexta-feira (27/11) na cidade de Nova Xavantina, a 150 km de Barra do Garças, o acusado de duplo estupro seguido de homicídio contra uma mãe de 30 anos de idade e filha dela, uma menina de 11 anos. O crime aconteceu no dia 21/11 porém somente foi descoberto na madrugada de segunda-feira e nesse intervalo o criminoso conseguiu fugir. 

Ele foi identificado na terça-feira porém áudios que vazaram da família das vítimas na rede social na quarta-feira atrapalharam na captura do elemento. 

Segundo informações preliminares, ele foi encontrado na cidade de Nova Xavantina, todavia mais detalhes serão repassados somente no sábado numa entrevista da delegada responsável pelo caso, Luciana Canaverde. O elemento preso é o mesmo que foi citado nos áudios que rolaram na rede social na quarta-feira só que a Polícia Civil não confirma ainda o nome dele. Aliás o nome do elemento até agora não foi divulgado.

Um crime de repercussão devido a monstruosidade

Um homem maldoso que pulou o muro e entrou na casa das vítimas onde estuprou mãe e a filha de 11 anos e depois matou a mulher de 30 anos que era funcionária num frigorífico da cidade. A filha foi encontrada por amigos que sentiram falta da mãe e foram até a casa e encontra a menina em estado de choque num quarto.

A delegada Luciana concedeu entrevista na quinta-feira onde lamentou o vazamento de áudios na rede social pois além de dificultar na prisão do acusado colocou em risco a vida de terceiros(testemunhas que ajudaram na identificação do acusado).