ReproduçãoReprodução

É a segunda vez que acontece uma situação de desrespeito ao isolamento na região de Barra do Garças. No início de maio, um caminhoneiro desobedeceu orientação de ficar em casa em Pontal do Araguaia e foi cortar cabelo num salão de beleza. As pessoas que estavam no salão entraram na Justiça contra ele

As pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus, Covid-19, devem ficar em casa no isolamento domiciliar conforme determina o protocolo de saúde. Todavia tem acontecido alguns fatos desrespeitosos que já viraram até mesmo caso de polícia na região e até mesmo de processo

Na sexta-feira (22/5), a Polícia Militar foi acionada na cidade de Aragarças-GO para tomar providenciar com relação a um homem diagnosticado com coronavírus que estaria passeando pela praia do rio Araguaia, uma das mais bonitas de Goiás. 

O major Ghiovanni confirmou que a 4ª companhia da Polícia Militar (PM) foi acionada para ‘levar’ o homem até a casa dele e um boletim de ocorrência foi registrado sobre desobediência à ordem social. “Nós fomos solicitados pela Secretaria de Saúde e, portanto, não houve omissão da secretaria e sim pelo que percebemos uma desobediência do morador a medida de isolamento social”, completou o major.

Mesmo estando de máscara e evitando o contato físico, o protocolo de saúde determina que a pessoa com Covid fique em casa e cômodo separado das demais familiares até o período de encubação e disseminação do vírus termine (prazo de 14 dias). Pedimos que as pessoas levem a sério a orientação do protocolo de saúde.

Caminhoneiro contaminado de Covid foi denunciado em Pontal do Araguaia  

Foi confirmado no sábado (9/5) o segundo caso do novo coronavírus (Covid-19) em Pontal do Araguaia-MT, pois deu positivo o exame do caminhoneiro de 43 anos que estava aguardando o resultado laboratorial. Ele veio do sul do país com sintomas e foi notificado para ficar em casa segundo a Secretaria de Saúde do município a partir do dia 6 de maio. E no mesmo dia o caminhão dele passou por uma desinfecção.

Todavia, neste mesmo dia o caminhoneiro esteve num salão onde cortou cabelo e lá estavam o dono do salão, esposa e uma criança de 10 anos de idade. A secretária de Saúde de Pontal do Araguaia, Joice Moura, confirmou ao site Araguaia Notícia que o caminhoneiro teria quebrado a notificação de isolamento

“Foi feita a notificação para que ele ficasse em casa aguardando o resultado do exame, porém isso não aconteceu. Agora temos que monitorar também as pessoas com que ele teve contato”, completou a secretária.

Na sexta-feira a cunhada do caminhoneiro alegou que o motorista teria cortado o cabelo antes da notificação. No sábado o site Araguaia Notícia voltou a falar com ela e, desta vez, ela disse que não tinha conhecimento da notificação.

“Nós lamentos essa situação esperamos que a família do salão não tenha nenhuma consequência com isso. Meu cunhado está isolado no quarto e sem contato com mais ninguém da família. Ele está tomando os medicamentos e está bem. Estamos preocupados porque ele tem problema com obesidade e diabetes”, explicou.

A família do proprietário de salão de beleza decidiu contratar a advogada Rogéria Costa Moura e registrou queixa na manhã de sábado na Polícia Civil contra atitude do caminhoneiro.

“A família está em choque porque se ele já estava notificado como diz a Secretaria de Saúde jamais ele poderia ter saído de casa, ou seja, quebrado o isolamento social. A atitude dele coloca em risco a vida de terceiros e até mesmo de uma criança de 10 anos”, explica a advogada que mencionou o artigo 268 do Código Penal (Infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa: Pena – detenção, de um mês a um ano, e multa

“Nós confeccionamos um boletim de ocorrência contra o caminhoneiro e vamos interpela-lo judicialmente por isso”, completou Rogéria.

A questão de isolamento é muito séria conforme preconiza as autoridades da saúde principalmente quando existe algum caso suspeito. Pedimos as pessoas que respeitem a orientação da saúde a vida de terceiros pode estar em risco.