Foto: WhatsappFoto: Whatsapp

Faleceu na manhã desta quinta-feira, 04/02, em Goiânia, o piloto João Bosco Resende Coelho, conhecido carinhosamente como Bosquinho, pioneiro da aviação Barra-garcense.

Bosquinho tinha 75 anos e iniciou a carreira em 1979 e ao longo de quase 41 anos de voo prestou serviços para empresários e políticos da região, entre eles os saudosos Ladislau Cristino Cortes (Lalau), Wilmar Peres de Farias, ex-prefeito de Água Boa Maurício Tonhá, senador Welington Fagundes e o pecuarista Zeca Tontim, com quem trabalhava atualmente.

Segundo informações do cunhado Carlos Cuiabano, o piloto contraiu a Covid-19 no início de janeiro, recuperou-se mas, devido a sequelas no pulmão em decorrência do vírus foi novamente internado em um hospital de Goiânia, onde foi intubado e infelizmente não resistiu falecendo nesta manhã de quinta-feira.

O corpo será trasladado para barra do Garças ainda hoje e deverá ser velado na Loja Maçonica da cidade com o sepultamento (horário ainda a ser confirmado) sendo realizado na manhã de sexta feira, no cemitério central.

Bosquinho deixa a esposa Maria Lúcia Freitas Coelho (Mara) e três filhos.