Foto: Arquivo Pessoal | FacebookFoto: Arquivo Pessoal | Facebook

É com muita tristeza que comunicamos o falecimento da Marciele Feldmann, ocorrido na madrugada de quinta-feira (7.01) em Cuiabá. Informações sobre horário de velório e sepultamento serão divulgadas durante o dia.

Marciele estava na UTI em Cuiabá desde o dia 26 de dezembro de 2020, há 12 dias. Ela havia sido transferida após sofrer um Acidente Vascular Cerebral - AVC no dia 25. Grávida, também passou por uma cesariana de emergência.

Veja: Gestante sofre AVC e passa por Cesária de emergência em Água Boa

Por meio da cesária ela deu a luz prematuramente ao menino Bernardo que foi transferido para central de atendimento neonatal em Sorriso, também no dia 26, e felizmente se recuperou bem e está em casa com familiares.

Desde sua internação, os médicos apontaram a gravidade do dano cerebral gerado pelo AVC, no entanto as demais funções corporais estavam estabilizadas e muitas pessoas estavam em oração.

Infelizmente ela não resistiu. Marciele é filha do recente falecido professor Lauro Feldmann e deixa dois filhos, o bebê Bernardo e Pedro Augusto.

Nota de Falecimento: Professor Lauro Feldmann

Deixamos aqui nossas mais profundas condolências a familia e amigos nesse momento de perda. Que Deus console o coração de todos os enlutados.

ATUALIZAÇÃO: Devido as recentes perdas e o translado de Marciele de Cuiabá para Água Boa, as despesas subiram muito e a comunidade Luterana organizou uma campanha de ajuda financeira para a familia:

Veja: Comunidade inicia campanha para cobrir despesas fúnebres da família Feldmann

Quem puder contribuir pode depositar ou transferir na seguinte conta:

Banco do Brasil
Agencia: 1317-X
Conta Corrente: 5643-X
Nilve M. M. Feldmann
Cpf: 632.350.051-53

Sepultamento

A previsão de chegada do corpo é para as 5 horas da manhã desta sexta-feira (8) A cerimônia de despedida terá início às 9h na Casa Mortuária.

Prezada Comunidade.

Eclesiastes 3 diz que: "Há tempo de abraçar e tempo de afastar -se de abraços".

Sei que todos desejam abraçar a Família. Abraçar aquece o coração e dá conforto. Mas diante da pandemia pedimos que sejam evitados os abraços. Precisamos cuidar desta família. A pandemia vai passar, a saudade irá chegar, então os abraços no futuro serão bem vindos.