ReproduçãoReprodução

O agente da Polícia Federal, Frederico Moreira de Oliveira, 43 anos, morreu na noite da última segunda-feira (06), em Barra do Garças (520 quilômetros de Cuiabá), após ser atingido por um disparo acidental, ocorrido durante um treinamento continuado da instituição,  no estande do Comando do 58° Batalhão de Infantaria Motorizado em Aragarças (GO).

O policial recebeu os primeiros-socorros de um policial federal socorrista, sendo encaminhado com urgência para o Hospital Getúlio Vargas em Aragarças. Ele ainda chegou a ser removido para o Hospital MedBarra em Barra do Garças, porém, não resistiu aos ferimentos, indo a óbito no início da noite.

Moreira era lotado na Delegacia de Polícia Federal em Barra do Garças e participou de diversas ações de grande relevância em Mato Grosso e em outras unidades da federação. Atualmente, exercia a função de instrutor de tiro do Serviço de Armamento e Tiro da Polícia Federal (SAT/PF).

Ele era natural de Brasília/DF e deixa esposa e três filhos.

A circunstâncias do acidente estão sendo apuradas pela Polícia Federal com a abertura de inquérito policial. A PF expressa condolências, solidariedade e apoio aos familiares, decretando o luto oficial de três dias na instituição a partir desta terça-feira (6).