(foto: Paulo César Silva Macedo/Divulgação )(foto: Paulo César Silva Macedo/Divulgação )

Um bloco de arenito calcífero contendo fósseis de dinossauros datados entre 70 e 66 milhões de anos foram encontrados em área de uma empresa de mineração localizada a cerca de 50 km de Uberaba, no Triângulo Mineiro. O material, que pesa cerca de 700 quilos, foi encaminhado ao Museu dos Dinossauros de Peirópolis, distrito rural de Uberaba.

Segundo nota da assessoria de imprensa da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), divulgada nesta quinta-feira (20/5), o material foi entregue por Paulo César Silva Macedo, técnico em Paleontologia de uma empresa de consultoria ambiental, e recepcionado pela diretora do Complexo Cultural e Científico de Peirópolis (CCCP), Stela Mariana de Morais, acompanhada do professor de Paleontologia da UFTM, Thiago da Silva Marinho e funcionários do CCCP, contando ainda com auxílio do morador local, Marcelo Nicolau.

“Neste ato a comunidade de Peirópolis, como sempre, foi parceira, após conseguir uma pá carregadeira para a retirada do fóssil da caminhonete e colocá-lo no laboratório de preparação de fósseis do CCCP. Sem essa ajuda da comunidade, do Marcelo Nicolau, não teríamos conseguido trasladar o grande bloco rochoso até o laboratório”, agradeceu a diretora do CCCP, Stela Morais.

“Caso apresente relevância científica, torna-se objeto de pesquisa e publicação pela equipe do CCCP”, complementou Stela.

Segundo o técnico Paulo Macedo, a expectativa é que o maior dos fósseis seja de um fragmento de fêmur de um dinossauro carnívoro de grande porte atribuído à família dos Abelissauros.

“O abelissauro possuía um crânio grande e leve que poderia ultrapassar 80 centímetros de comprimento, possibilitando mover a cabeça com facilidade, isso aliado às pernas musculosas, que o transformavam em um terrível predador”, explicou Macedo.