Reprodução Reprodução

As investigações da polícia norte-americana apontam que Lídia Lúcia Ferreira Borges, sobrinha do prefeito de Vila Rica, Abmael Borges, foi assassinada pelo ex-namorado a facadas quando realizava uma faxina no apartamento dele. O crime ocorreu no último dia 22 de dezembro em São Francisco, nos Estados Unidos.

Lídia tinha 28 anos e havia se mudado para São Francisco há dois anos, onde tinha uma empresa que prestava serviço de limpeza de residências por aplicativo. Ela foi descrita pelo tio como uma menina muito simpática e cheia de sonhos.

Em entrevista, a mãe da goiana, Lêda Barbosa, disse que a confirmação de que a filha foi morta pelo ex-namorado que também é brasileiro foi repassada pelo delegado que acompanha o caso nos Estados Unidos após laudo médico.

Lídia morreu no local após ser atingida com quatro facadas, uma delas na jugular. Em seguida, o autor do crime tirou a própria vida.

“Os dois eram amigos. Ela tinha total confiança nele. Lídia foi fazer uma faxina na casa dele e acabou acontecendo essa fatalidade”, lamentou Lêda.

Amigos da jovem também lamentaram nas redes sociais após a divulgação da notícia sobre a morte trágica nos EUA.

A família é natural de Edéia, a 120 km de Goiânia, mas reside em Caldas Novas, no Sul do estado goiano, há mais de 20 anos.

A polícia de São Francisco continua investigando o caso.

O corpo da jovem deve chegar ao Brasil nesta quinta-feira (7).