Foto: Tenente Costa/IMAEFoto: Tenente Costa/IMAE

Profissionais de saúde decolaram, nessa quarta-feira (05/02), da Ala 1 - Base Aérea de Brasília, com destino à China, em duas aeronaves VC-2 da Força Aérea Brasileira (FAB), que transportarão os brasileiros localizados em Wuhan, na Operação Regresso à Pátria Amada Brasil.

Estão a bordo de cada aeronave, um médico do Ministério da Saúde e seis especialistas do Instituto de Medicina Aeroespacial Brigadeiro Médico Roberto Teixeira (IMAE), capacitados em Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear (DQBRN).

De acordo com a Coronel Médica Mônica Queiroga, Diretora do IMAE, as equipes de saúde farão uma triagem para saber se os repatriados têm condição de retornarem ao Brasil. “Serão feitas aferições e embarcarão todas as pessoas que não tiverem a doença manifestada”, explicou.

O IMAE

O Instituto de Medicina Aeroespacial Brigadeiro Médico Roberto Teixeira realiza, há 26 anos, o treinamento fisiológico de aeronavegantes e paraquedistas militares das Forças Armadas, diversos cursos e estágios sobre Atendimento Pré-hospitalar Militar, Evacuação Aeromédica e Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear, além de desenvolver uma série de estudos e trabalhos científicos para publicação em periódicos nacionais e internacionais ou para o assessoramento de Organizações Operacionais da FAB.

Mais recentemente, a instituição incorporou também as atividades do antigo Instituto de Ciências da Atividade Física (ICAF), que possui diversos laboratórios e equipamentos direcionados ao desenvolvimento de pesquisas na área de Fisiologia Desportiva e Desempenho Humano-Operacional.

Para mais informações, acesse a página especial da Operação Regresso à Pátria Amada Brasil.

Fotos: Tenente Costa/IMAE