DivulgaçãoDivulgação

Lançado na manhã desta segunda-feira (22.11), o livro "Mulheres pela Água" evidencia o papel da mulher nos processos de gestão da água do Brasil. Duas personalidades de Mato Grosso contam suas experiências na publicação, a secretária adjunta de Licenciamento Ambiental e Recursos Hídricos da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Lilian Ferreira dos Santos, e a servidora aposentada da Sema, Leonice de Souza Lotufo. 

Ao todo, 50 autoras compartilham na publicação, através de artigos e depoimentos, a inserção propositiva delas dentro do Sistema de Recursos Hídricos, destacando a atuação feminina nos processos, programas e ações desenvolvidos nos locais onde trabalham, ou mesmo dentro de suas vidas públicas, ou em empresas privadas e organizações sociais.

Lilian Ferreira dos Santos é secretária adjunta da Sema-MT, engenheira agrônoma formada pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Especialista em Gestão e Manejo Ambiental em Sistema Agrícolas (UFLA). Ela conta em seu artigo que em seus 23 anos de serviço público buscou a preservação do meio ambiente, e as melhores estratégias, os melhores projetos, as melhores ações para cuidar da natureza.

"Ao longo desses anos aprendi muito, tive centenas de experiências em Mato Grosso, mas também em várias regiões do Brasil e até em algumas cidades do mundo, como por exemplo, no Fórum Mundial da Água ocorrido em Marselha, França, no ano de 2012, onde pude ver a paixão brilhar nos olhos de milhares de pessoas que se juntam para lutar pela importância de cada gota de água", conta em seu relato. 

A partir deste encontro mundial, do qual participou junto com Leonice de Souza Lotufo, foi possível que juntas, conseguissem realizar em solo mato-grossense, o Encontro Nacional de Comitês de Bacias Hidrográficas, com diversos representantes de organismos internacionais. 

Leonice Lotufo é servidora pública aposentada, geóloga, e guia de turismo. É também diretora Região Centro-Oeste da Rede Brasil de Organismos de Bacias Hidrográficas (REBOB), membro do Comitê de Bacias Hidrográficas de Cuiabá, e do Conselho Estadual de Recursos Hidricos (CEHIDRO) pela ITEEC Brasil. 

"Faço o relato da minha história, desde o meu nascimento até quando comecei a amar o meio ambiente, e também como trabalhei para trazer o morador da bacia hidrográfica para pensar junto com a gente o que é a gestão de recursos hídricos, e como cuidar de um recurso que pertence a todos nós, a água".

Sua história de mais de 20 anos atuando na área se cruza com a criação e consolidação dos Comitês de Recursos Hídricos. Acaba de ser eleita como segunda coordenadora adjunta do fórum nacional de CBH, com mandato de dois anos. 

O livro

O prefácio foi escrito pela secretária de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais, Marília Carvalho de Melo, que é a primeira mulher a comandar a pasta responsável por conduzir a gestão ambiental mineira.

O Livro foi organizado e editado pela Rede Brasil de Organismos de Bacias Hidrográficas em parceria com a Fundação Agência das Bacias Hidrográficas dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí, AGEVAP Associação Pró-Gestão das Águas do Rio Paraíba do Sul e a FABHAT Fundação Agência da Bacia Hidrográfica do Alto Tietê.

A edição surgiu como resultado do 8º Fórum Mundial da Água, realizado na cidade de Brasília, Distrito Federal, em março de 2018. Na ocasião, foi evidente a participação das mulheres nos debates.

Confira a íntegra do livro "Mulheres pela Água" CLICANDO AQUI.