Elas podem aprender a importância de poupar para comprar um bom presente

Foto: Dialum AssessoriaFoto: Dialum Assessoria

Com a vida voltando ao normal após quase dois anos de pandemia, é natural que os pais queiram oferecer uma boa comemoração do Dia das Crianças. Mas, para não errar no presente, a dica de especialistas é: pergunte ao seu filho o que ele gostaria de comprar com o próprio dinheiro. Dessa forma, além de ganhar um presente, ele aprende a se educar financeiramente.

A psicóloga infantil Leiliane Oliva explica que é fundamental dar autonomia para os pequenos. O que começa com pequenas tarefas que eles podem fazer sozinhos, como guardar brinquedos, tirar a blusa sozinha, o sapato entre outros. E enfatiza que a educação financeira também faz parte desse processo.

“É importante os pais observarem o comportamento infantil em cada faixa etária e ensinar sempre pelo exemplo, mostrando que cada coisa tem um preço. Que com um determinado valor pode se comprar tal item. Um exemplo: com R$ 10 consigo comprar um leite, um pouco de pão. Já com R$ 2 consigo comprar um picolé”, explica. 

A especialista pontua ainda que as datas comemorativas são uma ótima maneira de colocar em prática esses ensinamentos, deixando-as fazerem escolhas.

“Se ganhou um presente do dia do aniversário, e a criança ainda quer uma outra coisa, estipule um teto de gasto. E que se ela quiser algo de maior valor, terá que guardar dinheiro para isso”, pontua. 

Ivana Maranhão, jornalista e mãe da Laís, de 3 anos, concorda com a psicóloga sobre a importância em passar para criança, que dinheiro é uma recompensa por um esforço e a necessidade de se guardar para conseguir o que quer. 

“Mesmo com apenas três anos, eu e o pai dela já começamos a introduzir alguns conceitos Ela adora pirulito. Explicamos que para se ter o pirulito é preciso comprar, mas para comprar é necessário ter dinheiro”, conta. “Pode parecer pouco, mas foi uma forma de começar a trabalhar na cabecinha dela o conceito de poupar”, complementa.

Ivana, mãe da Laís, conta que a primeira ideia da criança é de que os pais comprem aquilo que elas querem. “A Laís até me diz: ‘passa o cartão, mamãe’. A grande tarefa daqui para frente é mostrar a ela o valor do dinheiro e fazê-la dar importância a cada conquista obtida. Espero que tenhamos êxito nisso”, frisa. 

Poupar

Outra forma de educar e poupar é por meio de uma mesada com um planejamento e metas específicas. “A autonomia pode ser mais estimulada quando a criança pode administrar, junto com seus pais, o próprio dinheiro. Nós vimos aí uma grande possibilidade, oferecendo a eles uma carteira digital, com um cartão mesada pré-pago”, explica o CEO da Powpay, Guilherme Medeiros. “Temos certeza que será uma nova experiência para a criança que vai poder poupar e comprar seu próprio presente. Aquilo que sempre quis”, complementa. 

A proposta do Powpay, é proporcionar uma experiência de gestão financeira e independência, que pode ser usada de diversas formas pelos pais ou responsáveis. "A própria ideia de poupar pode eliminar o consumo de algo supérfluo por impulso, o que será fundamental quando as crianças e adolescentes se tornarem adultos", argumenta Medeiros.

A especialista em finanças para crianças, Kary Barraglini concorda que as crianças podem ser estimuladas a poupar desde cedo. “Não existe uma idade específica para ensinar, mas, para cada fase do desenvolvimento infantil a educação financeira é aplicada de uma forma diferente”, aponta. 

Kary, que também gera conteúdo em redes sociais sobre o assunto,  fala que é necessário mostrar a eles a importância de poupar agora para ganhar depois. E junto das crianças definir prioridades. 

“Com pequenas atitudes no dia-a-dia pode-se desenvolver habilidades nas crianças. A educação financeira não requer um trabalho extra dos pais, e sim reconhecer as oportunidades. E isso pode acontecer durante uma brincadeira, pois elas aprendem muito brincando. E assim estimular o desenvolvimento delas ”, afirma.

Sobre o Powpay

O Powpay é uma carteira digital com cartão mesada pré-pago e app de educação financeira para crianças e adolescentes conquistarem autonomia com o apoio da família. Sem precisar abrir conta em banco, pais e familiares podem programar e pagar mesadas de forma simples e ainda participar ativamente do processo de aprendizagem para o uso responsável do dinheiro.

Sua principal meta é agregar em uma única experiência os benefícios do estímulo à gestão financeira por meio da autonomia. Tudo isso é proporcionado em uma plataforma totalmente segura e inteligente, que ajuda famílias a fomentar o consumo consciente e assegurar um futuro financeiro sustentável para novas gerações.

O cartão, físico ou digital, é aceito nos estabelecimentos credenciados da rede ELO® e para compras online. Para saber mais, acesse o Powpay no Facebook ou Instagram, ou no site: https://www.powpay.com.