Foto: AssessoriaFoto: Assessoria

Quando o poder público une forças, quem sai ganhando é a população. Foi o que aconteceu na última quinta e sexta-feira, dias 1 e 2 de julho de 2021, no município de Alto Araguaia (a 415 km ao sul de Cuiabá). O Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), através de uma parceria entre a Justiça Comunitária Estadual, a Justiça Comunitária de Alto Araguaia e a prefeitura de Alto Araguaia, levou alegria e esperança às comunidades do Buriti e do Recanto do Boiadeiro, com a doação de cestas básicas, kits de higiene e cobertores.

A juíza da 1ª vara de Alto Araguaia e coordenadora local da Justiça Comunitária, Marina Carlos França, explicou sobre a origem da parceria entre a Justiça Comunitária local e a prefeitura.

"Desde que a Justiça Comunitária foi instalada no município, já iniciamos uma parceria com a prefeitura de Alto Araguaia. Esta ação, pontualmente, surgiu depois que houve a colaboração do Governo do Estado, com a doação de cestas básicas. Em seguida, a secretaria de promoção social do município elegeu as comunidades mais carentes para que pudéssemos realizar as doações", esclareceu a juíza.

"Esta é a segunda oportunidade em que realizamos uma ação social em conjunto com a Justiça. A primeira foi com o projeto do Araguaia Cidadão e, agora, através desta parceria. Gostaria muito de agradecer à presidente do TJMT, desembargadora Maria Helena Póvoas, ao Dr. Toni e à Dra. Marina, pois, para nós, esta parceria é de fundamental importância", garantiu o prefeito de Alto Araguaia, Gustavo Melo.

Conforme o juiz coordenador da Justiça Comunitária no Estado, José Antônio Bezerra Filho, conhecido por Dr. Tony, foi uma honra ter acompanhado toda a ação.

"Isso mostra a credibilidade e a ações que a Justiça Comunitária tem desenvolvido em todo o Estado, especialmente para a população carente, que tem necessitado tanto de ajuda neste tempo de pandemia. É o Poder Judiciário buscando fazer a diferença e levar esperança para a vida de cada cidadão, mesmo nos rincões mais distantes dos grandes centros", ressaltou o juiz.

Em boa hora - Segundo Sebastião Souza da Silva, morador da comunidade Associação Recanto do Boiadeiro, a doação chegou em boa hora. "É muito importante para nós, pois ajuda muitas famílias. Só hoje aqui foram ajudadas 12 famílias. A gente fica muito feliz pela parceria e grato pela doação”, revelou.

Márcio Bravo, outro morador da comunidade, concorda que a iniciativa é muito importante para a região, pois a maioria das famílias vive de forma precária.

"A nossa renda é pouca. Vem de uma verdurinha que planta ou de um franguinho que vende. Mas, como o aumento do preço da ração dos frangos, caiu muito a renda do pessoal. Essa cesta veio numa hora muito boa mesmo pra nós", disse o avicultor, que se sentiu prestigiado ao ver autoridades ajudando a sua comunidade de perto pela primeira vez.

Mutirão - Além da distribuição das cestas, kits e cobertores, a parceria rendeu um mutirão de quatro dias de atendimentos oftalmológicos à população carente de Alto Araguaia. Ao todo, mais de 600 pessoas foram atendidas com consultas médicas, exames, entrega de óculos com lentes corretivas e encaminhamentos para cirurgia.

A vice-presidente do TJMT, desembargadora Maria Aparecida Ribeiro, representando a presidente da corte, desembargadora Maria Helena Póvoas, esteve presente no município, prestigiando o encerramento do mutirão, bem como as inaugurações do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) de Alto Araguaia e da Associação dos Catadores de Alto Araguaia.