Foto: Fernando RodriguesFoto: Fernando Rodrigues

Na próxima quarta-feira (02.06), ocorrerá a estreia do documentário ‘OLHA AQUI / Vida - Lixo’, que mostra histórias de catadores que trabalham no aterro sanitário de Cuiabá. Produzido pelo fotógrafo, Fernando Rodrigues, e pelo produtor, Rogério Santana, o documentário será exibido no Cineteatro de Cuiabá, às 20h. A entrada será 1kg de alimento não perecível. Toda a arrecadação será doada para as famílias que trabalham no lixão do município.

“A ideia de produzir o documentário surgiu depois que aceitei um convite do Rogério para fotografar uma ação do grupo ‘Amigos Solidários de Cuiabá’, que ocorreu no aterro sanitário da cidade para doação de cestas básicas e roupas.  Durante as fotos, surgiu o interesse em mostrar a vida dos trabalhadores que dependem daquele local para sobreviver”, conta Fernando.

Segundo ele, o amigo Rogério também embarcou na ideia. “Nosso objetivo foi dar visibilidade a esse povo esquecido e, que apesar de todas as dificuldades, não deixam de sorrir e de ter fé na vida”, afirma.

O documentário tem a duração de 38 minutos e foi gravado em 2020, entre os meses de maio e junho de 2020. “Após conseguirmos as devidas autorizações para gravarmos no local, iniciamos o projeto obedecendo as medidas de biossegurança para garantir a segurança de todos os envolvidos”.

A personagem principal é a dona Miguelina, uma senhora de mais de 70 anos que trabalha no lixão há cerca de 20 anos. “De segunda a sexta-feira, ela acorda toda manhã às 5h e vai trabalhar. Ela vive em um barraco no lixão durante a semana e nos finais de semana volta para sua casa em Várzea Grande par ficar com a família”, relata Rogério.

O documentário também mostra que pessoas que vivem em municípios mais distantes também trabalham no lixão. A dona Maria Conceição, por exemplo, é moradora da cidade de Lucas do Rio Verde e trabalha entre 15 a 20 dias por mês no local. Os produtores conversaram, ainda, com o líder do movimento dos catadores de Mato Grosso, Tiago da Silva Duarte e com a representante da frente dos catadores de Cuiabá, Lucimara Abadia de Souza.

“Esse trabalho é um soco no estômago de quem acha que a vida dentro da sua casa ou do seu trabalho confortável está ruim, pois existem pessoas que ficam embaixo de sol de 40°, cheirando lixo e chorume o dia todo e são felizes. Por isso, precisamos ter consciência na hora de produzir e de descartar o lixo, pois é o ganha-pão de muita gente”, enfatiza Fernando.

A trilha sonora do documentário foi produzida pelos músicos Pacha Ana, Maicon Saatti e Augusto Krebs, e as imagens de drone foram feitas pelos profissionais Wesley Andrade, do Pipa de Nerd e Walber Destro. A estreia contará com a presença de alguns catadores, que estarão à disposição para contar suas histórias.

Para conhecer mais sobre o projeto, acesse o Instagram: @olhaaquividalixo . Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (65) 9 9915-6283.