Reprodução Reprodução

O programa Juntos pelo Araguaia sai do papel e já conta com aporte de R$ 43 milhões captados junto a empresas parceiras para investimentos na Bacia do Alto Araguaia. A iniciativa agrega esforços conjuntos dos governos de Goiás, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), do Mato Grosso e Federal, em trabalho coordenado pelo Ministério de Desenvolvimento Regional (MDR). Ao todo, participam 16 municípios goianos e 12 mato-grossenses.

As instituições parceiras do programa preparam para a Semana do Meio Ambiente, na primeira quinzena de junho, ação a ser realizada na Bacia do Alto Araguaia, com plantio de mudas de espécies nativas do cerrado em propriedade rural, com presença do governador Ronaldo Caiado. 

Lançado em 5 de junho de 2019, Dia Mundial do Meio Ambiente, o foco do programa está na recuperação ambiental. Ao todo, serão revitalizados 10 mil hectares em ambos os estados: 5 mil em Goiás e 5 mil no Mato Grosso. Para tal, será construído o Centro de Desenvolvimento Florestal e de Pesquisa de Espécies Nativas do Cerrado, em Piranhas, que fornecerá mudas para a implantação do programa.

“Esse é o maior projeto de recuperação ambiental do mundo”, diz o governador Ronaldo Caiado ao destacar que as parcerias com a iniciativa privada são fundamentais para o desenvolvimento do programa. Ele reitera a necessidade de se preservar o patrimônio. “O Araguaia é muito emblemático para o Estado de Goiás. Tem a beleza natural, boa parte das nossas histórias passam pelo rio, tudo converge naquele lindo cartão postal”, pontua.

Entre os investidores está a empresa Anglo American, que destinou R$ 7 milhões que vão beneficiar a recuperação de cerca de 100 hectares em Piranhas, dentre outras ações. A etapa executiva do projeto teve início no final de dezembro de 2020, evento que contou com a presença dos governadores de Goiás, Ronaldo Caiado, do MT, Mauro Mendes, além do ministro do Desenvolvimento Regional (MDR), Rogério Marinho.

Outro parceiro do programa é a empresa Hypera Pharma, que aportou R$ 11 milhões para recuperação de 160 hectares nos municípios de Santa Rita do Araguaia e Portelândia, além da construção de um viveiro de mudas a ser criado na cidade de Mineiros. O lançamento do empreendimento vai ocorrer durante a semana do meio ambiente, primeira de junho deste ano, no município, em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente.

A Rumo Logística, operadora de logística ferroviária, também é parceira do Juntos pelo Araguaia e vai destinar R$ 24,9 milhões ao programa. Na última terça-feira (04/05), uma reunião entre representantes da Semad, Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) avançou no diálogo com a empresa acerca do lote e área de atuação na Bacia do Alto Araguaia, que serão definidos em junho.

Juntos pelo Araguaia
O projeto Juntos pelo Araguaia visa recuperar os 2.600 quilômetros de extensão do Rio Araguaia, que passa pelos estados de Goiás, Mato Grosso, Tocantins e Pará. Ao todo, a bacia possui extensão de mais de 350 mil quilômetros quadrados. De acordo com o Governo de Goiás, na primeira etapa a meta é recuperar 10 mil hectares de áreas degradadas às margens do rio. 

Segundo detalha a titular da Semad, secretária Andréa Vulcanis, a iniciativa é de conscientização e preservação da bacia do Rio do Centro-Oeste, e visa promover um trabalho mútuo da política de Estado, em conjunto com o setor produtivo. “Essa é uma proposta única no Brasil em que dois Estados deram as mãos para organizar esse projeto. Meio ambiente é produzir, e também cuidar, respeitando tudo e todos”, defende.

Selo
Com o objetivo de reconhecer os parceiros do maior programa de revitalização de bacias hidrográficas do Brasil, que tem como marca a inovação em restauração florestal, conservação de solo e engajamento social integrado para a revitalização da Bacia Hidrográfica do Alto Rio Araguaia, o Governo de Goiás criou os selos do Juntos pelo Araguaia. São cinco modalidades.

I – Selo de Patrocinador: concedido a instituições ou pessoas físicas que efetivarem patrocínio financeiro à execução do projeto, seja por meio de doação ou financiamento, sem vínculo com o cumprimento de obrigações legais;

II – Selo de Partícipe: destinado a instituições ou pessoas físicas que financiarem o projeto em razão do cumprimento de obrigações de quaisquer naturezas junto a órgãos ambientais ou outras instituições de natureza pública;

III – Selo de Instituição Executora: cedido a instituições que executarem a contento os projetos de recuperação de áreas degradadas e de recomposição de vegetação nativa no âmbito das propriedades rurais, conforme a metodologia do projeto executivo do Programa Juntos pelo Araguaia;

IV – Selo Amigo do Araguaia: entregue aos detentores de imóveis rurais que acolherem o projeto e demonstrarem promover os cuidados e ações necessários à manutenção e monitoramento das atividades de recuperação ambiental realizadas;

V – Selo Notável Benfeitor do Araguaia: concedido a pessoas físicas ou jurídicas que prestarem colaboração, apoio efetivo ou participação, considerados essenciais para o sucesso do projeto, em qualquer de suas etapas, desde a sua concepção.

O Selo Juntos pelo Araguaia será concedido pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) mediante validação de comitê interinstitucional, composto também por representantes da União e do governo do Estado do Mato Grosso, visando conferir unicidade, integridade e uniformidade nas ações do projeto.