Reprodução Reprodução

O governador Mauro Mendes (DEM) afirmou que a Polícia Militar ficará responsável pela fiscalização do ‘toque de recolher’ entre 21h às 5h, nos próximos 15 dias em Mato Grosso.

A proibição de circulação está entre as medidas tomadas pelo governador nesta segunda-feira (1º) para tentar frear o avanço da Covid-19 no Estado. Leia AQUI. 

“A Polícia Militar será colocada nas ruas, com barreiras para saber se as pessoas estão circulando, qual o motivo dessa circulação e se não justificar adequadamente poderão sofrer as consequências”, disse Mendes.

O governador afirmou que vai encaminhar ainda hoje para a Assembleia Legislativa um projeto de lei prevendo multa para as pessoas que descumprirem a medida.

“Além de multa para estabelecimentos, estará também previsto na legislação multa que poderão ser aplicadas ao CPF das pessoas que descumprirem o decreto”, disse. 

“Pedimos ao presidente [da Assembleia Legislativa, deputado] Max Russi e ele vai fazer uma convocação extraordinária para que isso possa ser apreciado e que essas pessoas possam ser responsabilizados caso elas descumpram essas normal”, acrescentou. 

“Multa, meus amigos,  é aquilo que a gente sabe, se você não quer ser multado, basta cumprir aquilo que está combinado”, pontuou.