0
0
0
s2smodern

Foto: ReproduçãoFoto: ReproduçãoA pesquisa faz parte do Projeto Câmara Cidadã, implantado na nova gestão, que visa aproximar os cidadãos e garantir seus interesses, visando fortalecer a cidadania no município. O Presidente da Câmara, vereador Luís César de Lara Pinto Filho (Cesinha), abriu o encontro, que contou com a presença dos vereadores Sandro “Papagaio”, Quincão, Mari do Carrinho, Bibelô, Leo Enfermeiro e Renato Beraldo, funcionários da Câmara, estagiários, Prefeito Mauro Rosa, secretários e o Ten Cel PM Gyancarlos Cabelho.

Na oportunidade, Cesinha apresentou o resultado da pesquisa, realizada pelos funcionários e estagiários da Câmara, ao Executivo Municipal, e afirmou o compromisso com a população, que participou dando sua opinião sobre os anseios do que precisa ser melhorado em nossa cidade. Segundo ele, como agentes públicos, os vereadores não vão medir esforços para trabalhar buscando o bem-estar da população.

Um total de 740 pessoas participaram da pesquisa, respondendo um questionário simples, contendo uma questão objetiva para assinalar os segmentos que precisam de melhorias, e uma questão aberta, para indicar sugestões e outras reivindicações. O relatório foi entregue nas mãos do prefeito, contendo os apontamentos necessários de cada bairro, para que sejam buscadas as soluções mais viáveis em benefício da população.

O prefeito Mauro Rosa parabenizou a iniciativa da Câmara e garantiu que irá analisar todos os itens que foram pontuados na pesquisa, juntamente com os secretários, pois são os anseios da sociedade e por isso o trabalho que os vereadores vêm fazendo, apresentando projetos, indicações e orientações só fortalece a administração e ajuda a buscar alternativas de melhorias no município de Água Boa.

No resultado geral da pesquisa, a questão sobre segurança foi a mais assinalada pelo público, sendo assim, o Ten Cel PM Gyancarlos Cabelho, presente na reunião, salientou que a segurança pública sempre está em evidência, pelo fato de estar presente no dia-a-dia das pessoas, apesar de ser um dever do estado, é também uma obrigação de todo cidadão. Segundo ele, a pesquisa é muito bem-vinda, pois aumenta a percepção de cada bairro e assim é possível pontuar ações para diminuir a insegurança apresentada pelos munícipes.

Foto: ReproduçãoFoto: Reprodução