Reprodução Reprodução

Foi localizado na manhã desta terça-feira (6), com requintes de extrema violência, o corpo de Jhonata Alves de Souza, de 28 anos, Numa estrada rural de Campo Novo do Parecis (400 km de Cuiabá). A vítima, que era caminhoneiro, estava desaparecida desde a última quinta-feira (1º).

No pescoço dele havia um corte profundo e o crânio apresentava afundamento, possivelmente causados por pedradas. Várias pedras grandes cheias de sangue que estavam em volta do cadáver. 

Um boletim de ocorrência sobre o desaparecimento do caminhoneiro foi registrado na semana passada, no município de Tangará da Serra (239 km de Cuiabá).

O corpo foi identificado por um amigo de Jhonata, segundo a imprensa local. Uma tatuagem com um nome feminino no antebraço, facilitou o reconhecimento da vítima. De todo modo, a confirmação oficial será feita pela Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) em momento posterior.

O caminhão de Jonathan foi encontrado estacionado no centro da Cidade. Familiares e amigos fizeram uma campanha nas redes sociais em buscas por informações que levassem ao paradeiro do caminhoneiro. 

Até o momento, são desconhecidas as causas do assassinato. De acordo com a Polícia Judiciária Civil de Campo Novo, o corpo apresenta sinais de tortura. As investigações continuam, em busca de psitas que ajudem a esclarecer a motivação do crime e a autoria do assassinato.