0
0
0
s2smodern

Rede SocialRede Social

Na manhã desta sexta-feira (07.06) os membros da ACAMARA - Associação dos catadores de materiais recicláveis do Araguaia realizaram uma caminhada nas ruas do centro de Água Boa em alusão ao Dia Nacional de Luta dos Catadores de Materiais Recicláveis.

A data foi instituida em 2001, quando 3 mil pessoas tomaram as ruas a Esplanada dos Ministérios. em Brasília. reivindicando os direitos dos catadores de materiais recicláveis e que resultou na criação de um movimento nacional de regularização da classe.

A Associação em Água Boa conta com 14 associados e tem um barracão alugado no setor industrial onde realizam a separação de materiais reciclaveis, principalmente papelão, papel, plástico e latas de alumínio, que são prensados em fardos e vendidos para empresas de reciclagem de fora da região.

Recentemente eles ganharam um caminhão no valor de R$110  mil reais da Defensoria Pública da Comarca Regional, por meio de recursos disponibilizados pelo Comitê Interinstitucional Gestor de Ações Afirmativas da Justiça do Trabalho da 23ª região, Ministério Público do Trabalho e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

O resultado do trabalho dos catadores tem sido visível na cidade toda com a redução de focos de descarte irregular de lixo e no hábito de separação de materiais por uma crescente parcela da população.

Estatísticas apontam que 30% do total dos resíduos gerados no Brasil são considerados materiais recicláveis, cerca de 78 mil toneladas. Grande parte deste material é recuperada diariamente por catadores e catadoras, que coletam nos lixões e nas ruas, na maioria das vezes em condições insalubres.

Um dos avanços locais da Associação é o treinamento dos catadores quanto a proteção no trabalho e a valorização do profissional. De acordo com eles, atualmente a receita adquirida com a venda dos materiais é dividida em equivalência aos que cumprem o trabalho, chegando em pouco mais de um salário mínimo.

O objetivo da ACAMARA é conscientizar a população para que separe seu lixo e facilite a coleta que, dessa forma, deverá aumentar seu volume. A orientação é para que se coloque papéis, latas e plásticos limpos juntos e destine o lixo orgânico em outro saco. Atualmente eles não recolhem vidro, pois este material ainda não tem comercialização que dê retorno a associação.

Desde o dia 03 de junho, dia do meio ambiente, a ACAMARA lançou uma campanha de descarte de Lixo Eletrônico para que aspessoas possam levar pilhas, lâmpadas e equipamentos, em vários pontos de coleta na cidade: Autoescola Globo, Câmara de Vereadores, Cartório do Segundo Ofício, Casa da Embreagem, Compre Bem, Defensoria Pública, Engecol, Fórum, Hiper 1.99, Livraria São Miguel, Machado, Med Labor, Ministério Público, Modelar, Pop Ferramentas, Prefeitura, Purific e Vale Sul.