Foto: Alair RibeiroFoto: Alair Ribeiro

Em quatro dias de ação, o mutirão de oftalmologia em Alto Araguaia (a 415 km ao sul de Cuiabá) atendeu mais de 600 pessoas com consulta médica especializada, entrega de óculos com lentes corretivas e encaminhamento para cirurgia dos casos mais graves. A ação de saúde e cidadania que visa a prevenção e diagnóstico precoce de glaucoma, catarata, pterígio e outros problemas relacionados a visão conta com o apoio do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), através da Justiça Comunitária, e é uma realização da Prefeitura de Alto Araguaia, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) via Consórcio Regional de Saúde Sul (CORESS-MT).

O encerramento ocorreu nesta sexta-feira (02), na Escola Municipal Lourença Afonso de Melo, três profissionais realizaram o atendimento aos pacientes que haviam passado por uma Unidade Básica de Saúde (UBS) e tinham encaminhamento da Central de Regulação para consulta com o médico especialista. Uma dos atendidos na ação foi o idoso Ataíde Elias Pio. Ele conta que quase não enxerga e assim que soube que poderia passar pela consulta sem gastar nada se interessou. “Eu não teria condições de pagar um médico particular, porque hoje em dia arranjar um serviço está muito difícil. A aposentadoria é muito pouca”, informa.

A vice-presidente do Tribunal de Justiça, desembargadora Maria Aparecida Ribeiro, representando a presidente da Corte, desembargadora Maria Helena Póvoas, prestigiou o encerramento do evento e disse estar alegre pelo compromisso, pois conhece bem as dificuldades da região, a qual possui vínculo há mais de 45 anos. “A magistratura é do povo e trabalha com o povo, emanada com o prefeito, vereadores e população. É conversando, conhecendo que vamos prestar uma justiça digna. A Justiça Comunitária é uma benção que Deus nos deu. Só dar sentença não basta, o Judiciário precisa estar presente na vida de cada um”, destacou.

O Poder Judiciário cedeu a carreta da Justiça Comunitária, que contém dois consultórios oftalmológicos para realizar o mutirão, já que Alto Araguaia não possuiu a especialidade. Por meio do consórcio, a prefeitura ficou responsável pelos especialistas, colírios e cirurgias após os atendimentos. Esta é a terceira vez que o TJMT realiza essa parceria. “Alto Araguaia possuía mais de 1200 pessoas aguardando atendimento dessa especialidade médica. Foi realizada a primeira parceria em 2019 e desde lá vem atendendo a Comarca”, explicou a juíza diretora e coordenadora da Justiça Comunitária da Comarca, Marina França.

O juiz coordenador da Justiça Comunitária no Estado, José Antônio Bezerra Filho, conhecido por Dr Tony destacou que a história da Justiça Comunitária é quebrar paradigmas, e a carreta é mais uma prova disso. “Isso é o juiz saindo da sua intocabilidade, se aproximando do cidadão, trabalho em conjunto com grandes parceiros, com ideias inovadoras, rompendo paradigmas, queremos mais e vamos fazer muito mais, o nosso objetivo é servir”, avaliou. “Nossas ações concorrem ao Prêmio Innovare, que dignifica cada vez mais o que nos estamos apresentando, sempre pautados pela serenidade, responsabilidade, probidade administrativa e o que a população cobra”.

A dona de casa, Angela Aparecida dos Reis, também foi atendida pela carreta da Justiça Comunitária e agradeceu a ação em tempos de pandemia. “Para mim a consulta foi muito boa. Eu já sabia que precisa usar os óculos, fiz a consulta pelo sindicato rural, mas com esse tempo de pandemia eu fiquei sem dinheiro para comprar os óculos. E assim que soube que se eu viesse aqui, passar pela consulta eu ganharia os óculos, nossa foi a salvação”.

O prefeito de Alto Araguaia, Gustavo Melo, comentou que a parceria é um sucesso e pretende expandir para toda a região. “Hoje o Consórcio Regional de Saúde Sul tem 19 municípios e vamos levar essa proposta de parceria para todos os prefeitos, são mais de 500 mil pessoas que vivem nesses municípios pequenos que não possui clínica de oftalmologista e podem se beneficiar”, adiantou.

“Essa ação mostra o grande interesse do TJMT em emprestar esse serviço social à população de Alto Araguaia. Só temos a agradecer ao TJMT, a presença da desembargadora Maria Aparecida Ribeiro só abrilhanta nosso evento. É gratificante ver magistrados saindo da sua zona de conforto, do seu gabinete e participando da vida do município”, elogiou. “A prefeitura investiu mais de R$ 200 mil no mutirão que visa a Essa empreitada do bem não poderia ser feita sem a união de vários parceiros, que aceitaram colaborar com o próximo”, completou o prefeito.