Foto: Vicente SouzaFoto: Vicente Souza

O município de Araguainha (436 km de Cuiabá) completa nesta quarta-feira (24) 57 anos de emancipação político administrativa, com 946 habitantes o município é o menor em população do Mato Grosso e o terceiro menor do Brasil.

Sua povoação aconteceu por volta dos anos 40, com a chegada de garimpeiros na região. Em 1947, o Prefeito do município de Alto Araguaia, requereu junto ao governo estadual a criação de um povoado, que recebeu o nome de Couto Magalhães na época. Já em 1963, através da Lei estadual nº 1.964 o município de Araguainha foi emancipado se desmembrando do município de Ponte Branca.

Araguainha fica dentro de um astroblema (buraco ou cratera) causada pelo impacto de cometa que colidiu com a terra há cerca de 245 milhões de anos. Conhecido como ‘Domo de Araguainha’ a cratera tem 40 km de diâmetro sendo o maior astroblema da América do Sul.

O Governo do Estado tem feito ações de infraestrutura que irão beneficiar o desenvolvimento econômico do município, como o pacote de obras de pavimentação e recuperação da MT-100 através do Programa Mais MT que inclui 29 km de pavimentação do trecho entre Araguainha e Ponte Branca e interliga os munícipios do sudeste do estado. Além disso o programa Mato Grosso Iluminado irá implantar lâmpadas de led em todo perímetro urbano de Araguainha.

O Prefeito Francisco Gonçalves (PSL), disse estar otimista e acredita que a partir de agora o município irá crescer economicamente, segundo ele os produtores rurais já se sentem mais seguros em cultivar soja e milho na região. Agora a gestão espera que essas obras deem bons frutos ao município e atraia empresas para geração de empregos na região.

“Temos perspectivas e sonhamos com uma Araguainha melhor, apesar de sermos o menor e mais humilde município do estado, podemos desfrutar de lugares exuberantes e repleto de riquezas naturais. Temos um povo hospitaleiro, que sonha com dias melhores, todavia podemos comemorar e certificar que o progresso está chegando em nossa cidade e hoje temos extensas lavouras de soja e milho” concluiu o prefeito.