Foto: Assessoria Foto: Assessoria

A defensora pública Lindalva Fátima Ramos, que atua no Núcleo da Defensoria Pública em Barra do Garças, foi uma das homenageadas, nesta segunda-feira (28), da 5ª edição do prêmio Ruth Marques Corrêa da Costa, promovido pelo Conselho Estadual dos Direitos da Mulher (CEDM). O prêmio é destinado a mulheres que lutam e promovem a defesa dos direitos femininos em Mato Grosso.

A defensora pública, Rosana Leite Antunes de Barros, coordenadora do Núcleo de Defesa da Mulher em Cuiabá e conselheira do CEDM, declarou que Lindalva Fátima Ramos é um orgulho para Defensoria Pública de Mato Grosso. “Ela não atua só na defesa da mulher em Barra do Garças como em outras frentes, então eu fiquei muito emocionada, porque é muita felicidade para nós defensoras públicas, hoje estarmos presenteando, honrando mais uma vez, a Lindalva, que merece muito pelo incansável trabalho”.

A conselheira do CEDM, Ana Emília Ipoema Brasil Sotero também prestou sua homenagem a defensora Lindalva. “Uma mulher que nos é referência. Ela idealizou a primeira rede de enfretamento da violência doméstica familiar em Mato Grosso. A rede de Barra do Garças esteve em Londres, como referência no enfretamento da violência. Lindalva é uma mulher de coragem, guerreira que nos serve como referência.

Em seu discurso, Lindalva Fátima Ramos defendeu que a luta em defesa dos direitos das mulheres, não se resume apenas em ser feminista, de aplicar a lei Maria da Penha, mas de trabalhar em várias frentes e fazer a diferença. “Eu fiquei muito surpresa com esse prêmio, surpresa pelo tanto de mulheres maravilhosas que foram indicadas, e por me escolherem. Eu falo sempre, que prêmio não é presente, prêmio é mais responsabilidade, mais trabalho, mais coisas a serem feitas, e nosso estado precisa muito. Uma coisa que fico muito feliz e de poder ter isso uma das idealizadoras da rede de frente e hoje nós estarmos há sete anos de atuação em Barra do Garças e termos sido os primeiros em muitas coisas. Só tenho de agradecer e me colocar totalmente a disposição para o que for necessário, para o que pudermos estar contribuindo, nós ficamos muito felizes em poder ajudar”. 

A presidente do CEDM, a procuradora do Estado, Glaucia Amaral destacou que a entrega do prêmio Ruth Marques Corrêa da Costa é uma noite de memórias, de homenagem, “uma noite para lembrar que a luta continua, mas nós temos bons companheiros e companheiras. Isso é um afago que muitas vezes não temos na própria instituição que nos representam. A melhor homenagem que um homem pode fazer, a nós mulheres é reconhecer a nossa igualdade, e nos tratar como iguais. Quando os projetos da Lindalva são colocados em prática, honram a Defensoria, é um respeito a ela como mulher e profissional”.

Há quase 18 anos atuando como defensora pública em Mato Grosso, Lindalva Fátima Ramos tem um extenso currículo, realizou inúmeras campanhas, projetos e eventos em nome da Defensoria Pública, entre eles: Defensoria Pública nos Bairros: Garantia de Acesso à Justiça; Projeto Ambiental: Margens do Rio Garças e Araguaia limpas; Campanhas em prol do Consumidor; Projeto contra a Discriminação Racial; Projeto Oficina da Conciliação; Projeto Paternidade Consciente; Campanha de Combate ao Trabalho Infantil e às Drogas Lícitas e Ilícitas; Campanha em prol dos Idosos. Além de eventos comemorativos do Dia das Crianças, mais de 100 mutirões de atendimentos, campanhas sobre trânsito consciente e direitos humanos, ações civis públicas protocolizadas durante a pandemia, notificações recomendatórias e 500 ofícios expedidos durante o período pandêmico.

Neste ano, a cerimônia foi realizada por videoconferência. A defensora pública, Rosana Leite lembrou que data escolhida, 28 de setembro, é o Dia de Luta pela Discriminação do Aborto no Brasil. Destacou que o aborto é um tema muito difícil de ser tratado, por isso, a necessidade das mulheres feministas se empenharem na luta pelos direitos humanos.

Todos os anos, o Conselho Estadual dos Direitos da Mulher (CEDM) premia duas personalidades do gênero feminino, uma em vida e outra in memoriam. Neste ano, foram agraciadas: a defensora pública Lindalva Fátima Ramos e a professora Doralice Rosa de Oliveira Escolástico. Na ocasião ainda foram homenageadas as defensoras públicas Rosana Monteiro e Tânia Mattos pela contribuição em defesa dos direitos das mulheres em Mato Grosso.  

O presidente da Associação Mato-grossense das Defensoras e Defensores Públicos (AMDEP), João Paulo Carvalho Dias acompanhou a entrega do prêmio de forma virtual, e destacou a importância da atuação dessas defensoras em prol da sociedade. “Foi emocionante! A trajetória da Lindalva me enche de orgulho. Parabéns também as nossas guerreiras Rosana Monteiro, Tânia Mattos e Rosana Leite, mulheres incríveis, há tempo lutam pelos direitos das mulheres, honrando nossa Defensoria e inspirando a todos nós”.