DivulgaçãoDivulgaçãoA equipe do Projeto Mãos Solidarias Realizará a Blitz do Amor que acontecerá nessa sexta feira, dia 22/05, a partir das 17h na Avenida Júlio Campos, em Água Boa.

A ação pretende arrecadar cestas básicas, kits de higiene, alimentos avulsos e dinheiro para montagem das cestas para ajudar as mais de 100 famílias que foram atendidas em abril.

O evento tem apoio da Polícia Militar, Casa Samaritana e comnunidade. "Somos pessoas de bem ajudando famílias em vulnerabilidade social. O projeto ainda não tem registros em órgãos como entidade de caridade (ONG)" -  descreve o instagram da iniciativa @projeto_maossolidariasab

O projeto Mãos Solidárias nasceu em 09 de Abril de 2020, uma parceria entre comunidade, Casa Samaritana e Polícia Militar, objetivando atender as famílias em vulnerabilidade social em decorrência da pandemia do Covid19. - segundo publicação no Instagram.

Na primeira ação, tímida ainda, a Polícia Militar entregou 18 cestas básicas para famílias cadastradas na Casa Samaritana. Na sequência, durante todo o mês de Abril, várias outras famílias em dificuldades foram sendo captadas através do CRAS, Igrejas, Comércio Local, Pastoral da Criança, para serem assistidas pelo movimento.

As mãos solidárias de várias pessoas começaram a se entrelaçar, inclusive o Salão Morena Rosa que havia lançado campanha com o mesmo intuito nos dias seguintes, e juntos nos tornamos um só movimento, uma só ação, um só projeto. Mais de 126 famílias foram atendidas somente no mês de lançamento da ideia que não tem como propósito somente o alimento em si, mas sim o acolhimento como um todo!

COMO FUNCIONA

As doações são arrecadas em pontos estratégicos na cidade, principalmente em comércios que apoiam a ideia e são distribuídas conforme a necessidade de cada família.
As pessoas atendidas passam por uma avaliação para ver qual a necessidade do momento transmitindo segurança e credibilidade ao movimento e fazendo com que a pessoa seja atendida conforme tal fragilidade.
Tudo que é entregue é registrado em nosso banco de dados que costumeiramente é confrontado com os cadastros de outras entidades como CRAS, igrejas, pastorais e outros movimentos sociais.
Por questões de segurança, diante da pandemia, algumas famílias podem não ser visitadas, entretanto, exigimos que os protocolos de segurança sejam atendidos para que possamos destinar as doações.
As entregas estão sendo realizada, em sua grande maioria, pela Polícia Militar, pelo qual firmamos um convênio solidário ou ainda por voluntários do projeto, evitando assim o máximo de contato por conta da proliferação do vírus.

Durante as campanhas, serão realizadas diversas postagens com prestação de contas, com a indicação de quantas famílias foram ajudadas e o que foi destinado. Por questões de segurança das informações, não será divulgado os nomes e endereços das famílias em dificuldades. Entretanto, o banco de dados estará disponível para consulta “in loco” de segunda a sexta-feira em horário comercial.
Fique ligado no Instagram oficial do movimento e nas redes sociais dos voluntários.

(Fonte: instagram @projeto_maossolidariasab)