0
0
0
s2smodern

 

Foto: ReproduçãoFoto: ReproduçãoO lateral-esquerdo Ernandes, da Chapecoense, foi suspenso por 180 dias e multado em multado em R$ 5 mil pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), por infração do artigo 234 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que trata sobre falsificação de documento ou declaração. O fato ocorreu antes da vinda para o clube catarinense.

De acordo com investigação do STJD, o jogador teria nascido em 1985 mas, por meio de documentos irregulares, conseguiu uma 

certidão de nascimento falsa lavrada pelo 2º Cartório de São Félix do Araguaia-MT, onde nasceu, tendo como ano de nascimento 1987. Esse recurso irregular é conhecido no meio do futebol como “gato”, quando jogador acaba sendo favorecido principalmente nas categorias de base por atuar em times contra adversários mais novos dos que sua idade real.

O caso partiu de uma denúncia de infração da Ponte Preta contra o Goiás, que utilizou o jogador na Série B do ano passado. O presidente do STJD, Paulo César Salomão Filho determinou abertura de inquérito para apurar a denúncia e, o auditor Mauro Marcelo de Lima e Silva, constatou a falsificação.

A defesa do jogador tentou alegar a incompetência do STJD para o caso, mas o argumento foi rejeitado. A defesa deve recorrer da decisão para o Pleno do tribunal. Por meio de nota, a Chapecoense ressaltou que não faz parte do processo, mas que vai buscar a absolvição do atleta.

"A Associação Chapecoense de Futebol não foi denunciada e não é parte do processo - não tendo risco de condenação no que se refere à perda de pontos, mando de campo, ou qualquer outra situação - e, no que lhe compete, estuda o caso e entrará com recurso no tempo hábil, a fim de apresentar defesa", informou o Verdão do Oeste.

O jogador não teve o contrato renovado pelo Goiás e foi contratado pela Chapecoense, onde atuou em apenas duas partidas. Em jogo-treino no domingo, contra o Operário-PR, Ernanes não atuou. Ele foi titular na última partida antes da parada da Copa América, diante do Fluminense, devido a suspensão de Bruno Pacheco. A outra partida em que atuou foi contra o Goiás.

O técnico Ney Franco projetava utilizar Ernanes no jogo diante do Atlético-MG, às 19h de domingo, na Arena Condá, por conta da perdida de suspensão de Bruno Pacheco, punido pelo STJD com um jogo além da suspensão automática por cartão vermelho. No entanto, o lateral-esquerdo vai ter condição de atuar. Nesta segunda-feira, foi deferido um efeito suspensivo em favor do atleta. Ele pode jogar até que o caso seja julgado pelo Plena do STJD.