Imagem Ilustrativa Imagem Ilustrativa

Duas mulheres que anunciaram oferta de marmitas nas redes sociais em Água Boa, em maio de 2021, conquistaram dezenas de clientes mensais, mas não conseguiram cumprir a agenda de entregas diárias.

Cerca de 30 famílias ou aproximadamente 50 pessoas (alguns casais e outros individuais) pagaram a mensalidade para receber uma marmitex de almoço de segunda a sábado, durante um mês.

O valor atrativo de 150 reais pela entrega de cerca de 24 marmitas por mês foi decisivo para muitas pessoas com intuito de economizar na alimentação. A opção era marmita fit ou normal pelo mesmo preço. Ao todo elas podem ter recebido cerca de R$ 7.500 reais de mensalidades

O valor por marmita entregue ficava em torno de R$6,25, fazendo concorrência com a média de 17 a 25 reais dos outros estabelecimentos da cidade. Além disso as cozinheiras ainda prometiam suco grátis em cada entrega.

De acordo com alguns consumidores que se sentiram prejudicados, a primeira marmita comprada indivudualemnnte como teste foi muito bem feita, mas as seguintes começaram a perder qualidade e o suco quase sempre era esquecido.

Alguns problemas na entrega ocorreram com clientes pontuais que não receberam suas marmitas. A culpa foi colocada sobre os entregadores que não estavam dando conta do volume de clientes.

Na metade de junho elas avisaram os clientes de que mudariam de endereço e não poderiam entregar durante um dia. Em seguida uma delas estaria em viagem com problema de saúde familiar e ficaria mais 3 dias sem atender os clientes.

Ao fim do prazo uma delas avisou aos clientes no whatsapp que estaria desfazendo o negócio e devolvendo os valores proporcionais às marmitas que não foram entregues. no entanto, estariam sem os valores para fazer essa devolução no momento.

Sendo cobradas por alguns clientes, uma delas escreveu em um grupo que estavam acionando um advogado devido a ameaças e que a devolução dos valores dependida do recebimento do salário do novo emprego de ambas.

Até então não há informação sobre a devolução dos valores da maioria dos clientes que se sentiram lesados, um deles pagou R$ 300 reais e recebeu apenas 4 marmitas.

ATUALIZAÇÃO

O notíciasdoaraguaia.com.br recebeu a seguinte nota em resposta a esta matéria de uma terceira pessoa envolvida:

Como parecer dos fatos, estamos a disposição para esclarecimentos.

Que não houve em nenhum momento negligancia ou negação de pagamento do estorno dos valores aos envolvidos. Foi feita nota de notificação e todos foram avisados do praso em si. 

Como não estava e nem estou usando o WhatsApp em decorrência das ofensas e ameaças que recebemos o removi. Por orientação do meu advogado.

Queremos esclarecimentos referente aos valores ditos na tal publicação em decorrência da difamação e perca do meu emprego, O pagamento será ainda mais demorado além do processo já expedido por danos morais.

Por que ambas as partes devem ser ouvidas agora de modo judicial.

Assim todas as partes podem apresentar seus argumentos documentalmente de forma honesta dos reais valores. E quantidade de prejudicados.

Atenciosamente cozinheiras de água boa.