Foto: Assessoria TJMTFoto: Assessoria TJMT

A indicação é da magistrada Patricia Ceni responsável pelo Juizado Especial do Torcedor (JET), que atua no entorno de 5 quilômetros dos locais onde são realizados eventos com grande potencial de aglomeração de pessoas. Ainda que a torcida não esteja liberada para participar dos eventos esportivos, muita gente tem se encontrado em frente a hotéis, onde grandes equipes e jogadores famosos se hospedam. O próximo desafio será o jogo entre Cuiabá e Flamengo, marcado para hoje (1/7/21) na Arena Pantanal em Cuiabá. 

A preocupação do momento é com o atrativo da Arena Pantanal. Com o aceso da equipe do Cuiabá a Série A do Brasileirão, grandes times estão vindo jogar na Capital e uma das funções das Forças de Segurança é evitar aglomerações. A juíza explicou que os cinco jogos da Copa América foram um grande teste para as equipes que atuam neste setor e nenhum episódio mais preocupante foi registrado.

“O JET é responsável por todo e qualquer delito relacionado aos crimes de menor potencial ofensivo ou previstos no Estatuto do torcedor. O Juizado Especial do Torcedor continua sua atuação mesmo com as restrições geradas pela Pandemia. Os trabalhos fazem parte da parceria estabelecida com as Forças de Segurança”, disse a magistrada Patrícia Ceni.

“Em decorrência do Estatuto do Torcedor qualquer episódio que tenha relação com eventos esportivos e também decorrentes de atos relacionados, acabam sendo julgados pelo JET. Isto no entorno de até 5 quilômetros do local do evento. Estaremos lá para julgar ocorrências, mas queremos evitar os problemas”, revelou a magistrada.

Algumas torcidas já estão promovendo aglomerações e as autoridades monitoram as atividades a fim de se evitar problemas maiores.  Em decorrência da subida do Cuiabá para a Série A do Brasileirão a Câmara Temática de Grandes Eventos, que funcionou durante a Copa do Mundo foi reativada. O trabalho é desenvolvido em parceria entre Sesp, Semob, Guarda Municipal, Samu, entre outros parceiros.

Conforme a Resolução nº 12/2019 do TJMT o JET se faz presente:

Em demandas oriundas nos acontecimentos esportivos, artísticos, religiosos e culturais, de grande destaque e que atinjam grande massa de público no Estado de Mato Grosso. São considerados grandes eventos, acontecimentos com mais de 10 mil pessoas, e que demandem ações coordenadas e padronizadas no âmbito do Poder Judiciário e dos demais segmentos de segurança pública e defesa social.

De acordo com o Estatuto do Torcedor:

Art. 41-B. Promover tumulto, praticar ou incitar a violência, ou invadir local restrito aos competidores em eventos esportivos:

Pena - reclusão de 1 (um) a 2 (dois) anos e multa.

  • § 1o  Incorrerá nas mesmas penas o torcedor que: 

I - promover tumulto, praticar ou incitar a violência num raio de 5.000 (cinco mil) metros ao redor do local de realização do evento esportivo, ou durante o trajeto de ida e volta do local da realização do evento.