DivulgaçãoDivulgação

ONG Doutores da Amazônia doou produtos de necessidade extrema para as comunidades indígenas e ribeirinhas. Segundo o representante da ONG, o dentista Caio Eduardo Machado, “o momento é de urgência extrema para o envio dessas doações porque esses povos vivem em localidades muito distantes de centros maiores e eles não têm acesso a material de proteção à saúde”.

Os números são assustadores. Já são 308 índios infectados e 77 óbitos em várias etnias. A região do alto do Rio Solimões apresenta o maior número de casos, sendo: 4 suspeitos, 129 confirmados, já descartaram 114, 26 infectados atualmente, 92 apresentaram cura clínica e 10 vieram a óbito. Os dados são do Comitê Nacional Pela Vida e Memória Indígena, registrados pela pela A Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI)

A carga entregue nesta semana contém mais de 1.000 frascos de álcool em gel de 400 gramas da Coperalcool; 17 mil máscaras de tecido do projeto “Máscaras Solidárias – Frases Transformadoras – A Saúde Une Todos”; e 3 mil kits de higiene da Colgate, entre outros produtos de primeira necessidade para tentar conter o avanço do coronavírus. As doações serão distribuídas aos povos indígenas do Parque Nacional do Xingu

Será feita uma força tarefa entre a Doutores da Amazonia, Associação Kanindé e Dsei Porto Velho para a entrega nas regiões do entorno dessas localidades, incluindo terras indígenas de Rondônia.

O projeto conta com grandes empresas apoiadoras e patrocinadoras. O Grupo Carrefour Brasil, que já adquiriu 40 mil máscaras em um primeiro momento e que estão sendo doadas nessas ações, aumentou o lote dessa semana para as comunidades indígenas e doa 16 mil máscaras para tentar frear esse avanço do coronavírus tão grave nessas regiões. O diretor de Sustentabilidade do Grupo Carrefour, Lúcio Vicente, diz que “o importante resultado desse apoio é saber que essas doações são de produtos certificados pela área médica e que vão contribuir para proteção de quem precisa”.

O avanço dos números da Covid-19

As zonas rurais de Manaus e Ceará também apresentam elevado número da presença da doença entre os povos indígenas. No total há ainda 109 casos suspeitos e as doações agora são fundamentais.

A ONG Doutores da Amazônia, que faz atendimentos voluntariamente por dentistas e médicos de todo o Brasil e nessas comunidades desde 2014, quando ainda se chamava Doutores Sem Fronteira, se uniu ao projeto “Máscaras Solidárias com Frases Transformadoras – a Saúde Une Todos” para dar reforço nas comunidades vulneráveis em São Paulo e Amazônia, como mais um gesto de solidariedade na luta constante em preservar vidas.

Rotas

O “caminho da solidariedade” feito pela Transportadora RV Ímola, parceira do projeto “Máscaras Solidárias”, vai levar todo esse material de caminhão para Goiânia. Lá, três caminhonetes do Distrito de Saúde Indígena (DSEI Xingu) vão retirar na transportadora e levar para cidade de Canarana, no Mato Grosso.

Metade das doações vão para a ATIX (Associação das Terras Indígenas do Xingu) e para o MMX (Movimento das Mulheres Indígenas do Xingu). A outra metade dos produtos vai ficar com a equipe de saúde do DSEI Xingu. Ambos irão distribuir no Parque Nacional Indígena do Xingu. As máscaras também vão ser utilizadas pelos agentes de saúde que atuam em campo no combate ao coronavírus em toda essa região.

Para o representante da ONG Doutores da Amazônia, o dentista Caio Eduardo Machado, “o acesso às máscaras, produtos de higiene e álcool em gel é fundamental, pois os membros dessas aldeias não devem sair do local, a fim de preservar a saúde de todos. Fazer com que esses materiais também sejam entregues aos agentes de saúde é o mesmo que evitar a transmissão da Covid-19 aos povos indígenas”, explica o representante da ONG

Ele informa que há um planejamento de que outro lote de doações deva ir ao fim da próxima semana para os povos indígenas de Rondônia. Também serão entregues materiais de pesca para que os índios não precisem sair de suas aldeias a fim de terem alimento.

A luta da ONG Doutores da Amazônia

A luta da ONG continua em conjunto com o projeto “Máscaras Solidárias – Frases Transformadoras – A Saúde Une Todos” e desenvolve ações solidárias em diversas frentes para proteger a saúde, representar os mais vulneráveis e dar voz à população mais carente por meio das frases que cada máscara de tecido traz estampada. Também é uma ferramenta geradora de emprego e renda em tempo de fragilidade econômica causada pela pandemia, empregando cerca de 1.000 costureiras.

A Companhia Nacional de Álcool (CNA), por meio de sua marca Coperalcool, que também já doou 5 mil frascos de álcool em gel para o projeto, envia para as regiões da Amazônia esses 1.000 frascos de álcool em gel. O presidente da empresa, Leonardo Ferreira disse “este é o momento de pensar além do próprio negócio, ainda mais quanto se trata de produtos como o álcool em gel que se tornou tão importante no combate ao coronavírus. No aumento da nossa produtividade visamos desde o início da pandemia doações para quem está na linha de frente da Covid-19 e para as pessoas de vulnerabilidade que mais precisam”.

Para fazer parte do projeto e saber mais sobre as ações que geram proteção e renda aos mais necessitados acesse:
www.suamascarasolidaria.com.br
A ONG Doutores da Amazônia recebe produtos para doações em seu escritório em São Paulo. O telefone para contato é (11) 94023-1727.