Pichetti Rui Vilani  Inez Trentin Zandoná    Outros

Imagem Ilustrativa

Todas as manhãs, infalívelmente, faço minha caminhada matinal pelas ruas de nossa cidade, isso além de ser saudável, e o corpo agradecer, é uma janela para que eu possa observar, aquilo que encontro pelo caminho onde percorro.

Vejo de tudo, o verde das árvores, as corujas piando, os quero-quero te avançando, porque com a nossa presença ele sente seu ninho ameaçado, vejo a moça com a criança sem capacete, na garupa da bicicleta elétrica, cruzando com você na linha vermelha a 55 kms por hora, vejo o ebrio bem cedo, tomando um carotinho de cachaça e discutindo os problemas do brasil com os demais amigos, vejo os mesmos caras passando todos os dias rumo ao trabalho, vejo a policia fazendo suas rondas... Enfim, todas essas coisas, que condensadas nos leva a um universo bem interessante, nos mostrando as rotinas da vida.

Nessas andanças, tem uma coisa, aqui em água boa, que me vem chamando a atenção... É a educação de nossos motoristas, com relação a prática do trânsito, não são todos, mas a maioria, quando vão cruzar a faixa de pedestres, educadamente, param e dão passagem as transeuntes... E essa incidência vem aumentando, isso é muito bom, pois enobrece quem dá a passagem e mostra o grau de civismo de nosso povo…

Quanto ao pedestre, a maioria agradece, e se sente valorizado, completando assim, o que denominamos de trânsito civilizado ou trânsito educado.

Estes dias me aconteceu um caso inusitado, só que foi ao contrário do exercício da civilidade… Quando eu atravessava a rua, em local que não tinha faixa, vi que se aproximava um carro, ele estava relativamente longe, isso dava para que eu passasse tranquilamente, e para minha surpresa, ao invés dele continuar com a sua velocidade, ele acelerou mais forte, e fez com que, eu desse um passo maior que as pernas…

Eu como gentleman e brasileiro que sou, dei a aquela xingadinha básica de 100 decibéis, e apontei o dedo médio, o máximo pude e se ele voltasse eu tinha que sair correndo, pois já passei da epóca de brigar.

Uma coisa eu garanto, aquele Schumacher não era daqui… Segue meu conselho para todos vocês, nunca dirijam na ofensiva, isso só traz problemas, na defensiva você protege a sua vida e de toda essa garotada, que de vez em quando, infelizmente, a gente vê um estirado pelo chão.

Parabéns senhores motoristas de água boa, continuem respeitando o trânsito de nossa cidade, porque: transito educado é povo civilizado.