Pichetti Rui Vilani  Inez Trentin Zandoná    Outros

Imagem Ilustrativa

Lí uma vez, que o sentimento da pessoa é um cofre, mas... Não é de forma alguma, impenetravel. Nós que usamos a chave errada para abrí-lo. Muitas vezes quando sentimos o fantasma do fracasso assolar e rondar nossas vidas, por não sabermos gerir adequadamente nossas questões pessoais, profissionais, religiosas, isso nos dá um desgosto danado, é quando no silêncio de um ambiente calmo, cheio de vida, sentimos os ruidos das paredes criadas por nossa mente, trincarem lentamente e você se sente incompetente para detê-los, e antes de qualquer reação, sente-se sufocado, angustiado, confuso. É neste exato momento que brada “ o meu mundo desmoronou “

Esquecemos que se usarmos a chave certa para abrir o cofre de nossos sentimentos, vamos encontrar ali, uma chuva de opções que nos levam a caminhos outros, que se usados corretamente, nos trará o lenitigo da calma e da paz.

A primeira chave é creditar em você mesmo. Olhe para seus pés, suas mãos, seus sentidos, sua pele, sua voz, seu sorriso, estão perfeitos, então porque reclamar de você mesmo?

A segunda chave: olhe pra trás... Veja aquele mendigo de coisas materiais mas, rico de alma, com aquele sorriso lindo estampado no rosto,que agradece àquele transeunte que lhe deseja um bom dia, um até logo...

A terceira chave: sinta o amor e a sinceridade daquela criança pobre e inocente, que não te pede nada, a não ser seu terno abraço, dizendo, por um instante, seja meu pai que eu nunca tive...

A quarta chave: pare de criar motivos para se fazer de vitima e aborrecer você mesmo. O resto do mundo, não está nem ai para as suas manhas, se você fez ou deixou de fazer, ele quer de você coisas positivas... Sabe por que? Você não mudará o mundo com coisas negativas.

A Quinta chave: pense sempre, eu posso, eu posso. Tente sempre. Nunca se esmoreça diante de qualquer revés, os revezes fazem parte de qualquer caminho. Lembre-se: glória sem luta não é glória, é uma farsa que não reconhece os pseudos herois que peambulam por aí.

A Sexta chave: não sofra por coisas vãs, futéis, isso só engrossa o caldo dos fracos de corpo e alma. Seja decidido e forte perante aqueles problemas que você mesmo criou, nada mais justo.

A Setima chave: pense em Deus. Por menos que você tenha fé, ele sempre estará ao seu lado, com o coração aberto para recebê-lo.

Existe outras inumeras chaves, as quais cabe a você descobrí-las e enfrentá-las.