Pichetti Rui Vilani  Inez Trentin Zandoná  Tarcísio Tonhá  Outros

Imagem Ilustrativa

Para muitas pessoas, o término de mais um ano no calendário civil, representa um marco de vida, pois finda-se um ano, começa outro... Zeramos tudo, esquecemos tudo, e queremos justamente nesta data, começar algo novo. Aviva-se em nós, outros horizontes, planos e outras coisas mais.

Pois bem, diferentemente da mídia, que no final de ano, faz uma retrospectiva de guerras, desastres, tufões, fazemos um apanhado de coisas que aconteceram conosco em 2019, com ele, carregamos em nossas memórias, os fatos que marcaram alguma coisa importante nesta nossa trajetória: uma festa, um encontro, um sucesso, algum dissabor, um passeio, uma perda, e, somente a partir daí então, começamos a planejar novos objetivos, novas metas, nossos caminhos para o futuro do período que se inicia.

Isso é interessante. a pergunta é: por que a partir de janeiro? Poderia ser qualquer outro mês será porque convencionamos isso? Será que é porque dia primeiro do ano é o dia da paz? Não acredito. Sou mais para a tendência de tradição, aliada ao fato de que as pessoas ficam mais sensíveis, mais receptivas em épocas de natal e final de ano.

Existe também um outro fator que podemos levar em conta... Dezembro como último mês do ano, registra o fechamento de todos os balanços comerciais, cíveis, religiosos, trazendo consigo todos os resultados do ano que se transcorreu. Então somos levados, instintivamente, a acompanhar este fluxo, e o fazemos, de forma a encaixar nossos propósitos de vida.

Colhi no Dr. Google algumas informações sobre 2020 e as repasso a todos vocês: o número 2020 reúne as energias e os atributos dos números 2 e 0, ambos aparecendo duas vezes, ampliando sua influência.

O número 2 ressoa com as vibrações e atributos de serviço ao próximo, dever moral, equilíbrio e harmonia, adaptabilidade e diplomacia, cooperação e consideração, receptividade e amor.

O número 2 também se relaciona com parcerias e relacionamentos, intuição e percepção, fé e confiança, o assumir da sua missão de alma e propósito divino.

O número 0 carrega as energias da “força de deus” e das energias cósmicas, e reforça as vibrações dos números com que aparece.

O número 0 ressoa com o desenvolvimento dos aspectos espirituais do indivíduo, o início de uma jornada espiritual, eternidade, infinito, unicidade, totalidade, ciclos contínuos e fluxo, potencial  e/ou escolha.

Que Deus queira que seja assim.