Pichetti Rui Vilani  Inez Trentin Zandoná    Outros

Imagem Ilustrativa

Quando os Pioneiros Sulistas aportaram no futuro território, enfrentaram uma gama de obstáculos e dificuldades, porém, com bravura, persistência e muito trabalho, conquistaram o sonho da “Terra Prometida” e a realização familiar.

Rompidas as barreiras, Água Boa respira hospitalidade e desenvolvimento, com índices superlativos de desenvolvimento o município supera expectativas, consolidando-se como “Polo Regional”.

Na economia destacam-se a agricultura com cerca de 250.000 hectares de cultivo de grãos: soja, milho, arroz e gergelim, incluídas a 1ª e a 2ª Safra. A pecuária é referência com 340.000 cabeças de alta performance zootécnica. Neste contexto merece reconhecimento a agricultura familiar, composta por 1.200 famílias que tiram da terra seu sustento, com apoio integral do Poder Executivo Municipal.

Obviamente que o desenvolvimento exige que os administradores tenham “uma visão ampla e plural” da máquina pública, entendendo e propondo soluções nas diversas áreas demandadas pela população, afinal, no âmbito da administração pública os ônus são sempre impositivos e os bônus, consequências diretas dos atos praticados pela equipe administrativa.

Água Boa é isso, organizada, planejada, pacifica, ordeira e cosmopolita, que recebe e proporciona oportunidades a todos.

Que assim continue...

Luiz Omar Pichetti
Engº Agrônomo
Acadêmico de Direito – UNEMAT