0
0
0
s2smodern

 

O que falar dos jovens de hoje que num piscar de olhos estão conectados com diversos assuntos de seus interesses e acompanham Twitter, Instagram, Facebook, whatsApp, Messenger e outros aplicativos que os deixam informados de qualquer assunto em tempo real, obtendo conhecimentos em frações de segundo mas não se acham capacitados para serem jovens líderes e desenvolverem projetos voltados para a sociedade?


Os jovens de hoje não sabem exatamente o que procuram, onde vão encontrar o que desejam e nem que caminho de vida, tanto a profissional, quanto social estão propensos a buscar. Porque isso acontece? A experiência nos diz que a juventude passa por um período de transformações que são períodos de experimentos e de aprendizados em relação a sua vida e ao circulo ao qual convivem. Nós adultos não soubemos compreendê-los e muitas vezes o rotulamos como jovens passivos e irresponsáveis porque não gostam de participar na sociedade, como voluntários e agentes de transformação social e humanitária. Mas afinal, eles são estimulados e preparados para envolver-se e participar?


Em água Boa há alguns Clubes de Serviço de Jovens que praticam o bem social e que prestam serviços comunitários. Uns ainda estão ativos na sociedade, porém a maioria deles já encerraram suas atividades por falta de jovens interessados e que queiram ingressar e se integrar ao quadro associativo. Cito alguns: DeMolay (jovens de 12 a 21 anos – em atividade), Interact Club (jovens de 14 a 17 anos – inativo); Rotaract Club (jovens de 18 a 30 anos – encerrou suas atividades a poucos meses), LEO Club (jovens de 12 a 30 anos - inativo), dentre outros.


A juventude é essencial em qualquer processo de transformação social. Questiona-se: porque não ser um jovem voluntário em Água Boa? O voluntário é aquele que doa um pouco de seu tempo, do seu trabalho e do seu talento, de forma espontânea para ajudar a comunidade. Os jovens tem um potencial enorme e são capazes de participar de ações solidárias e se tornarem grandes líderes. Conviver num grupo de jovens é ter a oportunidade de lidar com as diferenças, de identificarem-se, refletirem e debaterem temas diversificados como autoestima, valores, cidadania, direitos humanos, saúde, liderança dentre outros, são temas que os projeta para o futuro.


O que a sociedade ganha com o voluntariado jovem em Água Boa? Acredito que a inserção do jovem de Água Boa no voluntariado será o começo para a transformação da sociedade, caso contrário e sem a participação deles como ícones deste processo, a comunidade fica alijada.
Nós precisamos avançar nesse sentido e cuidar melhor da nossa juventude, convidá-los a participar e a apresentar seus projetos e contribuições, porém necessitamos ser mais atrativos no envolvimento com eles. O interesse existe, porém há a falta incentivo por parte das instituições, dos clubes de serviços, das associações, das igrejas. Cabe também ao próprio jovem assumir seu papel, participar e ajudar na comunidade se tornando um membro ativo em associações, organizações filantrópicas, grupos comunitários, clubes esportivos dentre outros. O primeiro passo é o jovem saber o que é uma organização social, o que faz, e quais são seus projetos.


Jovem aguaboense, exerça sua liderança em um clube de serviço e ajude seu município nas causas sociais e humanitárias. Seja pró-ativo!

 

Inez Trentin Zandoná é professora graduada em Letras; Especialista em Metodologia do Ensino de Português; Especialista em Planejamento Educacional; Especialista em Docência do Ensino Superior; Fundadora da Associação de Senhoras de Rotarianos de Água Boa; Coordenadora Distrital das ASR 2015/2016 e idealizadora do Projeto Ateliê Costura do Bem.