0
0
0
s2smodern

 

Este é um texto que fiz, em forma de crônica, em homenagem ao dia dos pais. Mas... Antes desta homenagem, faço algumas ponderações, que talvez poderão ajudar aos filhos, a refletir de uma maneira mais profunda e consciente, sobre o seu relacionamento com seu pai. E começamos assim: neste dia 11 de agosto, antes de tirar o telefone do gancho, para lhe dar aquele infalível telefonema obrigatório de parabens, ou mesmo, antes de adentrarmos à casa de nossos velhos, com aquele tradicional pacote debaixo do braço, sentemo-nos na escada, na calçada, no banco do carro, ou em qualquer lugar...,E façamos um exame de consciência profunda, e de questionamento, de que como nos comportamos com nosso pai, durante todo o ano que passou. Quantas vezes o visitei? , quantas vezes conversei com ele? Quantos abraços lhe dei? Quantas vezes o escutei? Quantas vezes o fiz sofrer? Quantas vezes o magoei e o fiz chorar baixinho nas caladas da noite...? Quantas vezes, sentei com ele na varanda e simplesmente o admirei? Quantas vezes beijei aquele rosto trigueiro, fragil e marcado pelo passar dos anos? Quanta atenção lhe dei, quando ele mais precisava de mim? É meus queridos filhos, isso, é um bom começo, para que possamos dizer: esse é meu querido velho... Eu sou teu sempre meu velho!!!.

É meus queridos filhos não sejam sempre exigentes com seus país, como se estes tivessem a obrigação de ser perfeitos sempre, e em tudo. Não se esqueçam que com o passar dos tempos, seus país vão perdendo aquela habilidade de antes... Seu raciocinio e seus passos ficam mais lentos, porque são carcomidos pelo passar das primaveras. Sua sensibilidade se aguça, e ele não tem mais vergonha de chorar. E nós filhos, temos que entender isso.

Pois é meus queridos filhos..., Viva e sinta a importância de ter uma pai, também se policiem sempre com relação a eles, os fazendo felizes, sigam e pratiquem seus bons exemplos, sua experiência, para que amanhã, possa servir de exemplo para seus próprios filhos, os quais, quem sabe um dia, serão exigentes com vocês também.

Quantas pessoas que neste dia gostariam de ter um pai... E quantas pessoas que neste dia tem os pais vivos, mas ausentes de suas vidas e, quantos pais que neste dia clamam por seus filhos ausentes vivos e ausentes que foram chamados por deus. Por isso... Filhos, curtam seus pais enquanto há tempo...

Então meus jovens filhos, reflitam sobre isso, que seu pai possa ser um icone em sua vida, e lembre-se sempre homenageie seu pai enquanto ele está vivo, porque depois..., As memorias, o arrependimento, o querer ele perto de você, jamais o trará de volta. Que tudo o que falamos, sirva para você criar coragem, de, ao invés de um aperto de mão, de um presente importante e caro, dê-lhe um abraço bem apertado, e porque não, acompanhado de um beijo e de um pedido de perdão, pelas vezes que o magou.

Queridos pais, de àgua boa e região, que todos os dias do ano, seja seu dia, que nosso grande e poderoso deus, derrame todas as bençãos sobre vocês, e aqueles que se foram a chamado de deus, que gozem eternamente o conforto da santa plenitude dos céus.

Obrigado ao meu amigo joão vargas... A interativa, por esta feliz oportunidade que tive de estar participando de seu programa e fazendo esta simples homenagem a todos pais corajosos e querreiros de agua boa e região.