0
0
0
s2smodern

 

Foto: ReproduçãoFoto: ReproduçãoO Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária elevou, em julho, o Valor Bruto da Produção (VBP) Agropecuária, para este ano em que, para a agricultura o valor passou a ser de R$ 59,97 bilhões, dos quais R$ 34,91 bilhões são oriundos da cultura da soja. A oleaginosa continua na liderança da representatividade do VBP da agropecuária, apresentando, inclusive, valoresnominais recordes neste ano.

Mas o IMEA expõe que, “nos últimos tempos, é importante salientar que outra cultura agrícola vem aumentando sua importância econômica no Estado e, por consequência, reduzindo a representatividade da soja no VBP, o algodão. O aumento da área de soja em primeira safra nos últimos anos vem possibilitando o incremento das áreas em segunda safra, e a cotonicultura está aproveitando este cenário, contribuindo para a economia do Estado. Desta maneira, constata-se a importância do aumento da área de soja em Mato Grosso como forma de estimular culturas de segunda safra, contribuindo para a economia mato-grossense”, defende o instituto.

A última estimativa da safra mato-grossense de soja 2o18/19, feita em abril passado, pelo IMEA, aponta que a área semeada foi estimada em 9,66 milhões de hectares, tendo incremento de 46.267 hectares, ou 0,48%em relação ao último relatório. Com esses novos valores, a área prevista para a safra 2018/19 apresenta um aumento de 1,68%ou 159,23 mil hectares quando comparado à safra passada.Já a produtividade apresentou um aumento de 1,26% em relação ao último levantamento, e foi consolidada em 56,04sc/hectares para o Estado. Com o resultado, a produtividade média estadualnesta safra representa uma redução de 2,10% em relação à safra 2017/18?,