Imagem IlustrativaImagem Ilustrativa

A Unidade local do Indea em Canarana – MT, informou na tarde desta segunda-feira (27/07) que uma propriedade rural no distrito de Serra Dourada em Canarana, possui um caso suspeito de Raiva Bovina.

O possível foco da doença foi identificado no dia 20 de julho e o material já foi colhido pelos veterinários do Instituto, que seguiu para análise e aguarda resultado.

O Indea, na oportunidade, sugere que as propriedades que não realizaram a vacinação contra Raiva, a faça o mais rápido possível, antes que tenham prejuízos com a doença. A Raiva é uma doença que pode ser transmitida pra os homens (zoonose) e que portanto ao observar qualquer alteração em bovinos, carneiros, cabritos, porcos, cavalos, burros, jumentos, além de cães e gatos, não chegue perto. A Raiva não tem cura!

Um vídeo realizado pelo proprietário da fazenda onde o animal com suspeita está alocado, mostra o animal possivelmente infectado apresentando os sintomas da doença. A publicação das imagens pela AGRNotícias foi autorizada pelo produtor!

Sobre a raiva Bovina

O vírus, no ambiente urbano, é propagado por cães e gatos. Já no meio rural, pelo morcego. A raiva é uma zoonose e o principal transmissor nos herbívoros é o morcego hematófago da espécie “Desmodus rotundus”, que contaminado pelo vírus, elimina o micro-organismo pela saliva nos bovinos. O Indea é o órgão responsável pelo programa estadual de controle da raiva em herbívoros, procedendo com a fiscalização de propriedades, captura e tratamento do morcego hematófago, como forma de diminuir a população do transmissor. A doença não tem cura ou tratamento. Uma vez contaminado, o animal vai a óbito, justificando o cuidado no manejo do rebanho.

Como é a doença no gado?
* Andar cambaleante
*Paralisia das pernas traseiras e dianteiras
*Prostração e por fim a morte
*Alguns animais parecem que estão engasgados mas na verdade já é a manifestação da doença. Não coloque a mão!
*Agressividade
*Salivação excessiva