ReproduçãoReprodução

O final de semana chuvosa deixou o tráfego de veículos lento na maior e mais movimentada rodovia da região Norte Araguaia, a BR-158. Ao longo do trecho de 120 km veículos passaram por apuros para trafegar no trajeto que não possui pavimentação asfáltica.

Carretas atravessaram na rodovia e os pequenos veículos tiveram que passar pelas margens da pista, alguns veículos foram puxados das laterais, devido pequenos atoleiros que se formaram.

Segundo o condutor Antônio Marques o trecho ficou bastante escorregadio o que dificultava o tráfego fluir. “Algumas carretas transitavam no meio da pista e muitas vezes, os veículos derrapavam e atravessavam na estrada” relatou o produtor rural.

O ponto crítico da rodovia fica nas subidas nas proximidades da fazenda “Jamaica” onde as carretas tem dificuldade de subir as serras, e por isso causa o congestionamento de veículos.

A empresa Semec responsável pela manutenção da rodovia disponibilizou uma patrola para auxiliar as carretas na subida da fazenda “Jamaica”, o que impediu que o trânsito ficasse parado.

Os ônibus da linha intermunicipal da aviação Xavante estão demorando 4 horas para fazer o percurso, isso se ocorrer tudo tranquilo, disse o diretor da empresa em Confresa, Nilmário.

Apesar das adversidades que a rodovia apresentou não foi registrada nenhum incidente mais graves ou mesmo bloqueio da BR.