0
0
0
s2smodern

 

Foto: ReproduçãoFoto: ReproduçãoA empresa Cerenge está construindo um mega armazém em Nova Xavantina. A empresa adquiriu uma área de 12 hectares, desmembrada da fazenda Ana Claudia às margem da BR-158 próximo a entrada que dá acesso a comunidade do Vale da Serra.


Ao todo, serão 03 silos com capacidade total de 350.000 sacas e um graneleiro com capacidade 650.000 sacas, perfazendo uma capacidade total de estocagem 1.000.000 sacas por safra; ou seja, cerca de 38% do total da produção de Nova Xavantina.


Segundo o gerente geral Sérgio Donizete da Silva, a prefeitura de Nova Xavantina concedeu como incentivos, a isenção da taxa de alvará de construção, redução na alíquota de ISSQN de 3% para 2% durante período de 02 anos.


“A prefeitura não tem medido esforços para viabilizar o projeto. A administração tem colaborado com fornecimento de maquinas e equipamentos da prefeitura para serviços de terraplenagem na estrada de acesso a serra azul onde fica localizado a construção do nosso armazém”, comentou.


Sérgio explicou ainda que o Grupo Cerenge com uma grande visão estratégica e empreendedorismo, enxergou na região de Nova Xavantina, a oportunidade de implantação do projeto de uma nova unidade armazenadora do Grupo, onde estará atendendo não somente os produtores da região de Nova Xavantina, mas também das regiões vizinhas ao município.


“Acreditamos que esse projeto viabilizará, o crescimento da produção na região, reduzirá consideravelmente o custo logístico dos produtores e acima de tudo, irá gerar divisas para o município e o aumento de 30 novas vagas de emprego direito e indiretamente em Nova Xavantina”, finalizou o gerente.


Além dos silos, a empresa possuirá também 03 moegas para recepção de grãos com capacidade 180 toneladas cada, 01 secador e 01 elevador com capacidade 120 toneladas/hora para soja úmida, 01 elevador com capacidade 240 toneladas/hora para soja seca, perfazendo um total de processamento 360 toneladas/hora, 02 pré-limpeza de 60 toneladas/hora e 01 pré-limpeza 200 toneladas/hora; expedição com balança de fluxo para 120 toneladas/hora, recepção, classificação e escritório para controle administrativo com moderno sistema de gerenciamento no controle de estoques de grãos e pesagens com balança de 30 metros.


HISTÓRIA


- Em 1982, os engenheiros Gelso Valdir Rheinheimer & Humberto José Parusolo Ceretta fundaram a Cerenge, voltada para construção civil e em especial pré moldados e, desde então a empresa vem ampliando seus horizontes e buscando novos seguimentos de atuação;


- No ano de 2001 em uma aquisição ousada, deu-se inicio em Lucas do Rio Verde no Norte do MT, a Cerenge Premoeste, focada na tecnologia e qualidade em produção de Concreto Protendido, Postes, Manilhas, Galerias e Vigas Protendidas para Pontes e Viadutos, visando garantir qualidade e buscando aprimoramento e superioridade nos seus produtos;


- Ano de 2004 em uma parceria com empresário Eduardo Moura, na busca de novos seguimentos de atuação, deu-se inicio ao projeto de construção da 1ª UBAG (Unidade de Beneficiamento e Armazéns Gerais) no município de Barra do Garças, com capacidade Estática de 650.000 sacas e uma capacidade Dinâmica de 1.300.000 sacas;


- Em 2012 a Cerenge inaugura mais um empreendimento em Barra do Garças, ou seja, uma fabrica de rações destinada a alimentação animal idealizada dentro das mais recentes técnicas de fabricação e equipamentos de ultima geração, com capacidade para produção de 200 toneladas a cada 08 horas trabalhadas, oferecendo um produto diferenciado, capaz de suprir todas as necessidades nutricionais do animal, em diferentes etapas de seu desenvolvimento;


- Em 2015 a Cerenge adquiri no distrito industrial de Barra do Garças, uma área de 04 hectares, que posteriormente é destinada a construção da nova fábrica de pré moldados, um projeto com as mais avançadas inovações disponíveis no setor, se tornando a maior e mais tecnificada fábrica do Vale do Araguaia, com alta capacidade de produção e com tecnologia avançada garantido alta qualidade no produto final;


- Finalmente em 2017 adquirimos a área de 12 hectares em Nova Xavantina, que está sendo construído o maior e mais tecnificado armazém para processamento de grãos da região, onde teremos uma capacidade estática de 1.000.000 de sacas e dinâmica de 2.000.000 sacas safra de verão e disponibilidade para os mesmos volumes na safrinha.